Buscar no Cruzeiro

Buscar

Acervo

Conmebol recebe doação de 50 mil doses de vacina chinesa

13 de Abril de 2021

Conmebol apresenta novas normas para os clubes na Libertadores Sede da Conmebol em Luque, no Paraguai. Crédito da foto: Norberto Duarte / AFP (29/11/2016)

A Conmebol anunciou nesta terça-feira (13), por meio de uma nota oficial, que receberá a doação de 50 mil doses de vacina contra a Covid-19, em negociação que foi mediada pelo presidente do Uruguai, Luis Lacalle Pou, e o laboratório chinês Sinovac Biotech.

"É um passo adiante enorme para vencer a pandemia da Covid-19, mas não significa de modo algum que vamos a baixar a guarda. Manteremos nosso trabalho responsável, que nos permitiu concluir nossos torneios sem contratempos e sem alterar os formatos", disse o presidente da Conmebol, Alejandro Domínguez.

A entidade assegurou que essas doses serão destinadas a atletas que participarão da Copa América, prevista para começar em junho na Colômbia e na Argentina, e outros torneios organizados por ela. A Conmebol ainda prometeu que a vacina será distribuída prioritariamente para os elencos profissionais do futebol sul-americano, tanto masculinos como femininos, além de comissões técnicas. Mais detalhes serão divulgados adiante.

No ano passado, a Copa América precisou ser adiada, assim como as Eliminatórias da Copa do Mundo de 2022 neste ano, já que as rodadas previstas para março acabaram desmarcadas. A Libertadores também sofreu impacto, com paralisação por cerca de seis meses em 2020. (Da Redação, com informações do Estadão Conteúdo)