Esporte

Conmebol busca vacinas para torcedores da Copa América

Objetivo é ocupar estádios com pelo menos 30% das suas capacidades
Seleção Brasileira é a atual campeã do torneio, que aconteceu pela última vez em 2019. Foto: Mauro Pimentel / AFP

A Conmebol está em busca de doses de vacina contra o coronavírus para ajudar na viabilização da Copa América 2020, que acontecerá na Argentina e na Colômbia a partir do dia 13 de junho.

A entidade segue o exemplo do Comitê Olímpico Internacional (COI), que anunciou recentemente a compra de vacinas chinesas para imunizar as delegações que participarão dos Jogos Olímpicos de Tóquio, mas a intenção aqui na América do Sul é outra: a de vacinar o público torcedor.

O objetivo é ocupar os estádios com pelo menos 30% das suas capacidades, conforme dito pelo presidente da Conmebol, Alejandro Domínguez. “Estamos trabalhando em conjunto com os dois governos para conseguir o máximo de vacinas possível para que nossos estádios também tenham a oportunidade de receber o público que torce por suas estrelas”.

O evento estava programado para ocorrer em 2020, mas foi adiado por um ano justamente por conta da pandemia de Covid-19. Com mudanças, a competição será disputada em dois países-sede (Argentina e Colômbia), num total de 28 partidas, 13 em um país e 15 no outro, com final em Barranquilla, em 10 de julho.

Vale lembrar, porém, que, com as restrições impostas pela pandemia e também o ritmo de vacinação na América do Sul, ainda não está certo se as seleções poderão contar com craques que atuam na Europa. Neste mês, a Fifa já suspendeu as rodadas 5 e 6 das Eliminatórias para a Copa de 2022 depois que vários clubes recusaram a cessão de seus jogadores por causa do agravamento da situação provocada pelo coronavírus. (Da Redação)

Comentários