Buscar no Cruzeiro

Buscar

Acervo

Com sete anos, Magnus se consolida entre os gigantes do futsal

24 de Dezembro de 2020

Com sete anos, Magnus se consolida entre os gigantes do futsal Fellipe Drommond é o presidente e gestor da equipe. Crédito da foto: Emídio Marques (21/1/2020)

Em apenas sete anos do projeto, o Magnus Futsal já se consolidou como uma das maiores equipes da modalidade no mundo. São dois títulos da Liga Nacional de Futsal (LNF), três mundiais de clubes, uma Libertadores da América, entre outras conquistas.

Além dos troféus, Sorocaba também é um modelo de gestão no esporte. E uma das características é a administração colaborativa, onde todos os atores têm voz, como explicou o presidente Fellipe Drommond ao programa do ex-jogador Choco, da TV EAV.

“Não tem uma fórmula mágica, mas uma das coisas que nos deixa mais próximo do sucesso é a liberdade de que todos podem participar. Eu chamo de gestão horizontal. Todos sabem quem cuida do que, quem manda, mas todos tem oportunidade de opinar”, explicou.

Um dos pilares para o sucesso é o fixo Rodrigo. Desde 2014 vestindo a camisa sorocabana, o capitão é a “cara” do Magnus. Para Drommond, não só dentro de quadra, mas também fora dela, a importância do jogador é fundamental. “Ele é uma das pessoas fundamentais desde o início do projeto. É um cara espetacular. As pessoas só veem ele dentro da quadra, mas é um cara super coração. Desde o exemplo, até a personificação de atleta”, pontuou o mandatário sorocabano.

Aos 36 anos, o “Capita” foi eleito o melhor jogador da LNF, além de ter sido o artilheiro da competição, com 15 gols marcados. Título e números que consolidam o camisa 14 de Sorocaba como um dos maiores da sua geração no futsal. “Eu falei para o Rodrigo que esse título consolida o seu trabalho. Ele é artilheiro da Liga Nacional de novo. É o capitão da seleção brasileira. Ele está na prateleira dos maiores jogadores do futsal brasileiro”, finalizou.

Reforço

Para 2021, os sorocabanos já tem o primeiro reforço. O pivô Sinoê, de 36 anos, teve a contratação confirmada pelo presidente Fellipe Drommond. O experiente jogador defendeu o Campo Mourão na temporada. Foram sete gols marcados em 16 jogos disputados.

Ele esteve em quadra contra o Magnus nas oitavas de final da LNF. Na primeira partida, as equipes ficaram no empate por 0 a 0. Na volta, Sorocaba venceu por 3 a 1. O pivô passou em branco e não marcou no confronto. (Zeca Cardoso)