Esporte

Com Covid-19, Cuca não dirige o Santos contra o Red Bull

Com Covid-19, Cuca não dirige o Santos contra o Red Bull
Técnico do Peixe foi diagnosticado antes do treino de ontem. Crédito da foto: Ivan Storti / Santos FC

Não bastasse a perda do artilheiro Marinho, contundido, o Santos entra em campo hoje, às 18h15, diante do Red Bull Bragantino, sem seu treinador. Diagnosticado com Covid-19 após passar mal ontem pela manhã, Cuca foi substituído por seu irmão e auxiliar, Cuquinha. De qualquer forma, a missão continua a mesma, derrotar o Bragança Paulista na casa do adversário, para buscar as primeiras posições do Brasileirão e, ao mesmo tempo, deixar para trás a eliminação na Copa do Brasil diante do Ceará, no meio da semana.

O Santos tentará provar em Bragança algo ainda não tão evidente nesta temporada: que sabe jogar sem seu camisa 11 em campo. O poder ofensivo cai consideravelmente pelo fato de o atacante ser um “faz tudo”. Marinho cobra faltas, escanteios, tem chute forte, dribla e dá passes decisivos.

Leia mais  Ponte Preta confirma quatro casos de coronavírus no elenco

Cuca não definiu quem será o substituto de sua estrela. Cuquinha, por sua vez, poderá reforçar a marcação com a volta de Pará, apostar em Arthur Gomes na armação, ou manter o esquema mais ousado com a entrada de Lucas Braga. A ofensividade parece a opção mais provável.

O venezuelano Soteldo será o responsável por comandar o ataque ao lado dos meninos, caso seja esta mesma a decisão do treinador substituto. Desfalque importante no Castelão, Lucas Veríssimo retorna à defesa para manter o bom desempenho do setor quando está ao lado de Luan Peres. (Da Redação com agências)

RBB X SANTOS

RBB Cleiton; Aderlan, Léo Ortiz, Ligger e Edimar; Ricardo Ryller, Raul e Thonny Anderson; Morato (Lucas Evangelista), Artur e Hurtado. Técnico: Maurício Barbieri

Árbitro – Vinicius Furlan (SP)

Local – Nabi Abi Chedid (Bragança Paulista)

Leia mais  Bartomeu, ex-presidente do Barcelona, é preso em operação policial

Horário – 18h15

Santos – João Paulo; Madson (Pará), Lucas Veríssimo, Luan Peres e Felipe Jonatan; Diego Pituca, Jobson e Jean Mota; Lucas Braga (Pará ou Arthur Gomes), Kaio Jorge e Soteldo. Técnico: Cuca

Comentários