Esporte

Chelsea e Bayern são últimos classificados

Liga dos Campeões
Chelsea e Bayern são últimos classificados
Os Blues despacharam o Atlético de Madrid. Crédito da foto: Ben Stansall / AFP (17/3/2021)

O Chelsea e o Bayern de Munique são os últimos classificados para as quartas de final da Liga dos Campeões. Ontem (17), em Stamford Bridge, Londres, o Chelsea voltou a ganhar do Atlético de Madrid, desta vez por 2 a 0, e avançou — se vingando dos espanhóis da eliminação nas semifinais de 2014. Curiosamente, aquela foi a última vez que havia passado das oitavas de final.

Os gols da classificação inglesa foram marcados em aula de contra-ataque e finalização do marroquino Ziyech, no primeiro tempo, e por Emerson, no minuto final. Sonhando em ir longe na competição, o Chelsea aposta na força defensiva em Stamford Bridge, onde ainda não foi vazado sob o comando de Thomas Tuchel, e no trio de reforços milionários formado por Ziyech, Timo Werner e Havertz.

Na Allianz Arena, em Munique, o Bayern triunfou sobre a Lazio por 2 a 1. Apesar do placar mais modesto do que o 4 a 1 da ida, em Roma, os atuais campeões europeus selaram a classificação com o placar agregado de 6 a 2 e ainda invictos. Sem poupar titulares — apenas o goleiro Neuer ficou fora, por questões físicas –, o time alemão dominou o jogo.

Leia mais  Tricolor estreia três com o São Caetano

O placar foi aberto aos 32, em um pênalti mal explicado pelo árbitro. Ele anotou a penalidade após duas faltas dentro da área e fora do lance — Acerbi em Boateng e Muriqi sobre Goretzka. De qualquer jeito, Lewandowski não desperdiçou a oportunidade. Acertou o canto direito de Reina, que pulou para o outro lado. Foi o 73º gol do artilheiro em 96 jogos na competição europeia.

Desanimada, a Lazio praticamente assistiu a um treino do Bayern na etapa final. Lewandowski acertou o pé da trave em seu último lance em campo. Na sequência, foi substituído por Choupo-Moting, que anotou o segundo gol dos alemães logo em seu primeiro toque na bola. No lance, aos 27, ele recebeu belo passe de Alaba e bateu na saída de Reina.

Exibindo evidente limitação em campo, a equipe italiana conseguiu anotar seu gol de honra, aos 36, em lance de bola parada, na primeira chegada ao ataque. Andreas Pereira cobrou falta na área e Parolo cabeceou no chão, reduzindo a vantagem dos alemães, que passaram os últimos minutos de jogo administrando com tranquilidade a nova vitória.

Amanhã (19), um sorteio vai definir os cruzamentos das quartas e o chaveamento das semifinais. (Estadão Conteúdo)

Comentários