Esporte

Brasileiros caem nas duplas mistas

Brasileiros caem nas duplas mistas
Marcelo Melo e parceira russa foram eliminados. Crédito da foto: Divulgação

Os tenistas brasileiros se despediram da chave de duplas mistas do Aberto da Austrália ontem (16), em Melbourne. Marcelo Melo jogou ao lado da russa Vera Zvonareva, enquanto Bruno Soares foi eliminado formando parceria com a compatriota Luisa Stefani.

Pouco habituado a jogar duplas mistas, Marcelo foi derrotado pela americana Desirae Krawczyk e pelo britânico Joe Salisbury por 2 sets a 0, com duplo 6/4. O brasileiro já havia caído nas duplas masculinas, formando dupla com o romeno Horia Tecau.

Soares e Luisa também caíram na segunda rodada. Eles foram derrotados pelos australianos Samantha Stosur e Matthew Ebden por 6/3 e 6/1. O brasileiro tem três títulos de mistas no currículo, enquanto Luisa competia nesta chave num Slam pela primeira vez.

Com estes resultados, Soares é o único brasileiro ainda vivo no Aberto da Austrália. Ele e o britânico Jamie Murray vão enfrentar a dupla formada pelo salvadorenho Marcelo Arevalo e pelo holandês Matwe Middelkoop, pelas quartas de final, na rodada de hoje.

Simples

Ontem, foram definidas as primeiras semifinalistas no simples feminino. A americana Serena Williams vai encarar a japonesa Naomi Osaka na reedição da final do US Open de 2018, quando Osaka conquistou seu primeiro Slam da carreira. A japonesa venceu a taiwanesa Hsieh Su-wei por 2 sets a 0, com duplo 6/2. Serena Williams teve mais trabalho. A 11ª colocada do ranking superou a romena Simona Halep, número dois do mundo, por duplo 6/3.

Leia mais  Hoje fora do São Paulo, Lugano discordava sobre maneira de jogar de Diniz

No masculino, Novak Djokovic fez sua melhor apresentação neste Aberto da Austrália e conquistou a vaga na semifinal após uma grande vitória, de virada, sobre o alemão Alexander Zverev, por 3 sets a 1, com parciais de 6/7 (6/8), 6/2, 6/4 e 7/6 (8/6).

O adversário de Djokovic será o russo Aslan Karatsev, grande surpresa da competição até agora. O 114.º tenista do ranking voltou a fazer história ao superar o búlgaro Grigor Dimitrov, algoz do austríaco Dominic Thiem, por 3 a 1, com parciais de 2/6, 6/4, 6/1 e 6/2. (Estadão Conteúdo)

Comentários