Esporte

Brasileiro se aproxima de marca histórica do atletismo nos 100 m

Oliveira pretende se tornar o primeiro brasileiro a correr abaixo dos 10s antes de Tóquio-2020

 

Debaixo de chuva, ele venceu a prova dos 100 metros rasos. Crédito da foto: Wagner Carmo/CBAt

O velocista Paulo André de Oliveira, atleta do Pinheiros, ficou próximo de registrar uma marca histórica no atletismo brasileiro nesta sexta-feira (14). Debaixo de chuva, ele venceu a prova dos 100 metros rasos pelo Troféu Brasil, em Bragança Paulista (SP), com o tempo de 10s02. Embora tenha conseguido quebrar o recorde da competição – que pertencia a Fernando Botasso desde 1990, com 10s08-, Oliveira ficou a apenas dois centésimos de igualar a marca brasileira e sul-americana na prova (10s00), de Robson Caetano e que foi obtido em 1988.

Na atual temporada, ninguém foi mais rápido do que Paulo André de Oliveira, 20, nos 100 metros. Ele já era o dono da melhor marca nesta prova em 2018, com 10s06 obtida em Madrid (ESP), no mês de junho.  Oliveira já havia dito que pretende se tornar o primeiro brasileiro a correr abaixo dos 10 segundos antes da Olimpíada de Tóquio-2020. Ainda pelo primeiro dia de disputas do Troféu Brasil, outro resultado importante foi a vitória de Gabriel Constantino, também do Pinheiros, na prova dos 110 metros com barreiras. Dono da oitava melhor marca do mundo na prova em 2018 (13s23), Constantino venceu o Troféu Brasil com 13s37.

Comentários

Sobre o Autor

Online