fbpx
Esporte

Mundial Feminino: Brasil goleia a Jamaica por 3 a 0 na estreia

Os três gols da partida foram marcados por Cristiane; jogo ocorreu no estádio dos Alpes, em Grenoble, na França
Brasil faz 1 a ) contra a Jamaica com gol aos 16 minutos do primeiro tempo. Crédito da foto: AFP.

Sem Marta, se recuperando de uma lesão muscular na coxa, a seleção brasileira feminina contou com o talento de Cristiane para vencer a Jamaica por 3 a 0 na estreia do Mundial da França. A atacante, uma das mais experientes do elenco, assumiu o protagonismo e fez os três gols da vitória tranquila no Stade des Alpes, em Grenoble.

O resultado positivo encerra uma sequência de nove derrotas da seleção brasileira e um jejum de vitórias que já durava quase um ano. O último triunfo havia sido conquistado em 29 de julho do ano passado, quando superou o Japão por 2 a 1, em amistoso na Inglaterra.

Brasil goleia a Jamaica por 3 a 0 na estreia da Copa
Cristiane marca três, Brasil derrota a Jamaica e estreia com vitória no Mundial. Crédito da foto: AFP.

Com o bom início, o Brasil assume a ponta do Grupo C por ter saldo de gols superior ao da Itália, que também venceu na primeira rodada. A Austrália, uma das favoritas ao título, ocupa o terceiro posto, e a Jamaica é a lanterna. O próximo compromisso do time brasileiro é contra a Austrália, na quinta-feira, às 13 horas, em Montpellier.

Leia mais  Paulo Roberto Santos estreia com vitória no Paulistão

As brasileiras contaram com o brilhantismo de Cristiane, que se tornou a segunda maior goleadora brasileira em Mundiais, com oito gols, atrás apenas de Marta, que tem 15, e se aproveitaram da fragilidade das jamaicanas para largar bem no Mundial. O time comandado por Vadão, mesmo sem Marta, dominou as ações na partida, de modo que teve mais posse de bola (63%), finalizou mais vezes – 19, sendo sete ao gol – e foi pouco ameaçado.

Com a boa postura em campo, o gol não demorou sair. Ele veio aos 15 minutos, quando Cristiane recebeu cruzamento de Andressa e acertou lindo cabeceio no canto esquerdo para inaugurar o placar. Após o tento, as brasileiras tiveram oportunidades para construir uma goleada ainda no primeiro tempo, mas empilharam chances desperdiçadas, entre elas um pênalti, que Andressa Alves bateu mal, no canto direito, onde a goleira Schneider caiu para fazer a defesa. A Jamaica foi à ataque poucas vezes e obrigou a goleira Bárbara a fazer duas boas intervenções em chutes de Shaw.

 

Leia mais  Celeiro de craques, Copa São Paulo de Juniores também revela árbitros
Cristiane, autora de dois gols da partida, comemora com a jogadora Andressa. Crédito da foto: AFP.

Na etapa final, a seleção brasileira, com a inspiração de Cristiane, definiu em poucos minutos o triunfo. A atacante do São Paulo nem precisou balançar as redes para marcar mais duas vezes. Aos quatro minutos, ela completou cruzamento da direita e viu Plummer cortar, mas a bola já havia ultrapassado a linha e o gol foi validado. Aos 18, Cristiane completou o show com uma bela cobrança de falta. Ela bateu com força, a bola explodiu no travessão e pingou dentro do gol.

Logo após o terceiro gol, Vadão substituiu Cristiane por Ludmilla. Com a saída da estrela da partida, o ritmo caiu um pouco, mas o Brasil conseguiu administrar o placar sem ser muito incomodado e conquistou uma importante vitória, que eleva o moral para a sequência do torneio.

SURPRESA ITALIANA

Mais cedo, no outro duelo do Grupo C, em que está o Brasil, a Itália aprontou e derrotou a Austrália, uma das favoritas ao título, de virada, por 2 a 1, em duelo disputado no Stade du Hainaut, em Valenciennes. O duelo foi animado, repleto de chances, com um pênalti para cada lado e gol que definiu o triunfo italiano aos 49 minutos da etapa final.

Leia mais  RBB, Reds, Avaí e Atlético-GO disputam as semifinais nesta sexta (24)

Donas de seis conquistas mundiais, as australianas abriram o placar aos 22 minutos do primeiro tempo com Kerr, uma das finalistas da última Bola de Ouro. Ela teve sua cobrança de pênalti defendida, mas marcou no rebote. Na etapa final, brilhou Bonansea, craque da Juventus. A atacante empatou aos 11 em bonito lance, e fez de cabeça o gol da vitória no último minuto, aproveitando falha da goleira Lydia. (Estadão Conteúdo)

Torcedoras da seleção brasileira de futebol feminino no estádio de Grenoble,. Crédito da foto: AFP.

 

Comentários