Buscar no Cruzeiro

Buscar

Acervo

Bottas lidera os tempos do 2º dia

14 de Março de 2021

Bottas lidera os tempos do 2º dia Finlandês cravou melhor marca da pré-temporada até aqui. Crédito da foto: Divulgação / Mercedes F1 (13/3/2021)

Sakhir, 13 (AE) - Depois de um início difícil da Mercedes na pré-temporada, o finlandês Valtteri Bottas foi o mais rápido no segundo dia de testes da Fórmula 1, ontem (13), no circuito de Sakhir, no Bahrein. Em contrapartida, o heptacampeão Lewis Hamilton, que dirigiu o carro pela manhã, sofreu para se manter na pista, acabou rodando e ficando preso na brita. Diferentemente da véspera, não houve tempestade de areia ontem, e as condições de pilotagem eram melhores.

O finlandês registrou, no final da atividade, o tempo de 1min30s289, a melhor marca da pré-temporada 2021 até aqui. Em segundo apareceu o francês Pierre Gasly, da AlphaTauri, com 1min30s413, seguido do canadense Lance Stroll, da Aston Martin, com 1min30s460, e do jovem britânico Lando Norris, da McLaren, que marcou 1min30s586. O italiano Antonio Giovinazzi, da Alfa Romeo, fechou o top-5, com 1min30s760. Os três melhores tempos foram realizados com pneus macios.

Quatro pilotos ultrapassaram a barreira das 100 voltas na atividade. Quem mais andou foi Nicholas Latifi, que completou 132 giros pelo circuito, superando o feito do holandês Max Verstappen (139 voltas) no primeiro dia. De volta à Fórmula 1 após dois anos e em busca de rodagem, o espanhol Fernando Alonso foi o segundo piloto a mais completar voltas, com um total de 127, e terminou em décimo. Antonio Giovinazzi e Sergio Pérez também passaram dos 100 giros, com 124 e 117, respectivamente.

O segundo dia de treinos foi marcado por dois incidentes. O primeiro foi protagonizado por quem não está acostumado a cometer erros: o heptacampeão Lewis Hamilton. Ele perdeu o controle da traseira do carro e rodou devagar, mas acabou preso na brita, precisando de resgate para o carro. O atual campeão da Fórmula 1 completou 58 voltas antes de dar a vez para Bottas ter o melhor desempenho do dia.

O segundo incidente foi mais inusitado. O mexicano Sergio Pérez fazia ultrapassagem sobre a Williams do canadense Nicholas Latifi quando a tampa do motor da Red Bull se desintegrou sozinha, sem que houvesse contato entre os dois carros. A direção do circuito determinou bandeira vermelha para a limpeza dos detritos. A equipe austríaca trocou a peça e o piloto voltou à pista normalmente depois de a bandeira verde ser anunciada.

Também houve um susto com Mick Schumacher. Estreante na categoria, o alemão da Haas seguia a Alfa Romeo de Giovinazzi, quando, ao ficar muito perto, e pegar o ar sujo, viu seu carro balançar, mas conseguiu se manter na pista e evitou o acidente.

O alemão Sebastian Vettel, que trocou a Ferrari pela Aston Martin, também teve problemas. O carro do tetracampeão sofreu uma falha na caixa de câmbio e ele acabou perdendo muito tempo na pista já que a peça precisou ser troca. Com isso, completou apenas dez voltas e registrou o pior tempo do dia entre os 15 pilotos.

Os pilotos voltam a acelerar hoje (14) no Bahrein para o último dia de testes de pré-temporada da Fórmula 1. A temporada 2021 terá início daqui a duas semanas. (Estadão Conteúdo)