Esporte

Africano vence quinta etapa do Rally Dakar

De Villiers venceu a etapa com 58 segundos na frente do o compatriota Brian Baragwanath
Villier foi mais rápido entre Riad e Al Qaisumah. Crédito da foto: Franck Fife / AFP

Depois de três vitórias seguidas do príncipe catariano Nasser Al-Attiyah, a categoria de carros do Rally Dakar, que está tendo a sua segunda edição da história na Arábia Saudita, teve um vencedor diferente ontem. O sul-africano Giniel de Villier cruzou em primeiro lugar na quinta etapa ao completar o trecho de especial de 456 km entre as cidades de Riad e Al Qaisumah com o tempo de 5h09min25s.

De Villiers venceu a etapa com 58 segundos na frente do o compatriota Brian Baragwanath. Líder da classificação geral, o francês Stéphane Peterhansel ficou em terceiro, com Al-Attiyah em quarto lugar. Outro grande nome do Rally Dakar, o espanhol Carlos Sainz, atual campeão, terminou na nona colocação. Os brasileiros Guiga Spinelli e Youssef Haddad conseguiram a 16ª posição.

O dia no Rally Dakar foi marcado por um grave acidente nos carros. Ainda nos primeiros quilômetros da etapa, perto de Riad, o estreante sul-africano Henk Lategan capotou o seu Toyota diversas vezes e fraturou a clavícula. O navegador Brett Cummings não ficou ferido.

Leia mais  Handebol: seleção confirma cinco casos de covid-19 a 4 dias do Mundial

Na classificação geral, Peterhansel segue na liderança, com pouco mais de seis minutos de vantagem para Al-Attiyah. Sainz aparece em terceiro, seguido pelo polonês Jakub Przygonski e pelo checo Martin Prokop fechando o Top 5. Spinelli e Haddad ocupam o 15.º posto.

Na competição de motos, a vitória ficou com o argentino Kevin Benavides, após 5h59min50s. Mas não teve o dia mais fácil da carreira antes da conquista. Na reta final da disputa, caiu na chegada do km 330 e machucou o nariz. Apesar da queda, conseguiu retornar e seguiu na frente, com o chileno José Ignácio Cornejo em segundo. (Estadão Conteúdo)

 

Comentários