fbpx
Economia

Volkswagen libera informações técnicas da gama T-Cross

A estreia mundial oficial do T-Cross só acontecerá no segundo semestre deste ano, mas enquanto isso, a Volkswagen começa a revelar os primeiros detalhes do SUV, que está quase pronto para a produção em série. Com esse novo modelo, a marca irá expandir a gama de Sport Utility Vehicles (SUV). T-Cross, Tiguan Allspace e Touareg estes são, até agora, os formatos de SUV da marca no Brasil. O T-Cross possui um design carismático, sempre com tração dianteira, conceito funcional e configurações personalizáveis.

O novo SUV da Volkswagen, que será produzido na fábrica de São José dos Pinhais (PR), mede 4.192 mm de comprimento e 1.568 mm de altura (10 mm mais alto que o T-Cross europeu). A distância entre eixos do modelo que será produzido no Brasil é a maior do segmento: 2.649 mm (86 mm a mais do que a distância entre-eixos do T-Cross europeu). Sendo assim, o T-Cross é consideravelmente maior do que o Novo Polo. O T-Cross e o Novo Polo agregam variedade ao segmento, fragmentado em dois tipos de veículos independentes. Esta fragmentação torna a oferta mais variada e a mobilidade mais rica em experiências. O T-Cross demonstra isso — um SUV prático e, ao mesmo tempo, estiloso, com uma condução intuitiva e segura. Equipada com rodas de até 17 polegadas, a gama T-Cross dispõe de duas opções de motores com turbocompressor e injeção direta de combustível. O motor 1.0 TSI Total Flex atinge uma potência de até 128 cv com etanol. Já o motor 1.4 TSI Total Flex gera uma potência de até 150 cv, também com etanol.

Leia mais  Nascidos em setembro e outubro sem conta na Caixa podem sacar FGTS

Protótipos do T-Cross, ainda camuflados, foram testados na Alemanha - DIVULGAÇÃOProtótipos do T-Cross, ainda camuflados, foram testados na Alemanha – DIVULGAÇÃO

A versatilidade e o bom espaço interno se deve à Estratégia Modular MQB. Esta base inovadora puxa o eixo dianteiro bastante para a frente, garantindo uma distância adicional entre os eixos, maior espaço interno e volume de carga. Assim, a capacidade do porta-malas é bastante razoável: 390 litros. O encosto dobrável do banco do passageiro dianteiro oferece ainda mais flexibilidade. Típica de um SUV é a posição elevada dos assentos no T-Cross. O ângulo de visão elevado do T-Cross é obtido graças a uma maior altura livre do solo e ao sistema de bancos.

A parte dianteira destaca-se por sua altura; o design é carismático, com uma grade ampla e faróis de LED integrados. Também responsável por esta altura acentuada é a tampa do compartimento do motor. A região inferior da parte dianteira distingue-se por detalhes como os faróis de neblina inseridos de modo marcante. Nas versões do T-Cross com faróis halógenos, a luz de condução diurna é integrada no módulo dos faróis de neblina; já no caso de faróis full-LED, a luz de condução diurna encontra-se acima, na carcaça do farol. Nas laterais, uma linha característica acentuada divide os espaços. Atrás, ela forma uma seção dos ombros impactante, e assinala na traseira um novo elemento de design da Volkswagen: a faixa de refletores estendida transversalmente na parte traseira e emoldurada por um painel preto.

Leia mais  Bom relacionamento gera fidelidade de clientes

O novo SUV da Volkswagen inicia uma série de lançamentos nesse segmento - DIVULGAÇÃOO novo SUV da Volkswagen inicia uma série de lançamentos nesse segmento – DIVULGAÇÃO

Graças à MQB, o SUV já entrará na concorrência como um dos veículos mais seguros de sua classe o que é garantido pela alta resistência a impactos, seis airbags e uma gama especialmente ampla de sistemas de assistência. Além de sensores dianteiro e traseiro para estacionamento, o T-Cross também está equipado com o sistema “Park Assist 3.0”, que permite o estacionamento autônomo em vagas paralelas e transversais e agora com a função de freio de manobra. Entre os outros sistemas de assistência estão o sistema de “Frenagem Automática Pós-Colisão” (aciona automaticamente os freios do veículo em caso de acidente) e o “Detector de fadiga” (detecta a perda de concentração do motorista e o sistema recomenda uma pausa para descanso). Além disso, o T-Cross poderá ser equipado com o “Seletor do perfil de condução”, para o motorista ajustar a experiência de direção entre os modos normal, ecológico, esportivo ou individual.Com esse novo modelo a VW inicia a construção de novos SUVs e promete lançar pelo menos “uma dúzia deles” até 2020. (Com informações do fabricante)

Comentários