fbpx
Economia

Varejo é a surpresa positiva entre balanços do primeiro trimestre

Setor de varejo surpreendeu positivamente os analistas nesta safra de balanços relativos ao primeiro trimestre de 2019
Setor de varejo surpreendeu positivamente os analistas. Crédito da foto: Erick Pinheiro/ Arquivo JCS

O setor de varejo surpreendeu positivamente os analistas nesta safra de balanços relativos ao primeiro trimestre de 2019. Entre os destaques estão os números da Lojas Renner, anunciados nesta semana, e do GPA, que ainda vai divulgar seu balanço completo, mas já publicou suas prévias operacionais, consideradas sólidas.

O Santander, por exemplo, destaca Lojas Renner e Localiza entre os balanços já divulgados com resultados acima da estimativa média dos analistas. A rede varejista de moda inclusive faz parte da carteira de recomendações atual do banco. Por outro lado, os destaques negativos, na opinião do Santander, foram Cielo e Via Varejo, até agora.

Em relação à temporada como um todo, o Santander está otimista. “De forma consolidada, projetamos um crescimento médio de 13,5% da receita líquida na comparação anual, enquanto os lucros corporativos devem crescer 14% na mesma base de comparação.

Leia mais  Grupo Residência Educação promove 1ª Feira de Oportunidade e Estágio

Em termos de eficiência, acreditamos que 54% das companhias do nosso universo de cobertura apresentarão alguma melhora de margem operacional. Setorialmente, vemos o segmento de transportes, bancos e mineração com boas perspectivas de resultado, enquanto o setor de siderurgia deve ser o destaque negativo da temporada”, afirma Ricardo Peretti, estrategista de Pessoa Física da Santander Corretora.

Pedro Galdi, da Mirae Asset, também destaca positivamente os números de Lojas Renner e Localiza, enquanto Usiminas, Cielo, Via Varejo e Weg apresentaram números “fracos”. Segundo ele, o momento fraco da economia justifica esses balanços mais negativos. Sobre as expectativas, Galdi espera bons números de Itaú Unibanco, Santander, Ambev, GPA e Carrefour, enquanto BRF deve repetir prejuízo, e as construtoras continuarão a refletir o mercado ainda fraco.

Outro analista que destacou o setor de varejo foi Alexandre Faturi, da Nova Futura Investimentos. Ele lembra que os números de Lojas Renner e as prévias de GPA surpreenderam positivamente, mesmo com o momento econômico mais difícil. “O GPA ainda desfrutou de uma aceleração dos preços de alimentos durante o trimestre”, ressalta.

Leia mais  BNDES registra lucro líquido de R$ 2,7 bi no terceiro trimestre

Em relação às carteiras recomendadas para a próxima semana, a Guide Investimentos retirou Sabesp ON, substituída por Bradesco PN. Além dos números do primeiro trimestre de 2019, a corretora espera que os lucros continuem crescendo nos próximos trimestres, e também a melhora na qualidade da carteira de crédito.

A Terra Investimentos retirou BB Seguridade ON da sua carteira, com a entrada de Kroton ON. Sobre o grupo de educação, os analistas da corretora destacam a conclusão da parceria com a BV Financeira, que é “um passo importante para a dependência cada vez menor de alunos Fies”.

A Mirae Asset mudou quase toda sua carteira, mantendo somente Itaú Unibanco PN em relação à semana passada. Foram colocadas na carteira Santander Brasil Unit, Odontoprev ON, Usiminas PNA e Multiplan ON.

A Nova Futura manteve BB Seguridade ON e CVC ON em relação à carteira da semana passada. Entraram na carteira recomendada EDP Energias do Brasil ON, GPA PN e Movida ON. A Modalmais mudou toda sua carteira, agora composta por Porto Seguro ON, Lojas Renner ON, Petrobrás PN, Vale ON e Itaúsa PN. (Por Renato Carvalho – Estadão Conteúdo)

Comentários

CLASSICRUZEIRO