Economia

Toyota suspende contratos temporariamente até junho

Retomada da produção nas quatro unidades da montadora está prevista agora para final de junho
Toyota suspende contratos temporariamente
A Toyota deve voltar a fabricar veículos na planta de Sorocaba no dia 24 de junho. Crédito da foto: Divulgação / Toyota

A Toyota informou nesta segunda-feira (13), por meio de nota, que fez acordo com sindicatos para a suspensão temporária do contrato de trabalho de funcionários e deve retomar a produção de suas quatro unidades localizadas no Estado de São Paulo em junho (dia 22 para as unidades de São Bernardo do Campo, Indaiatuba e Porto Feliz e dia 24 para a Unidade de Sorocaba).

As novas medidas visam atenuar os riscos à saúde de seus colaboradores e de seus familiares à Covid-19, bem como ajustar suas atividades de produção à queda de demanda, assim como a preservação de empregos.

A partir de 22 de abril, os trabalhadores ligados diretamente à produção terão o contrato de trabalho suspenso. De acordo com a montadora, o “acordo aprovado impacta colaboradores horistas e administrativos de todas as áreas e níveis e preserva os salários líquidos entre 75% e 100% de seu valor, conforme a faixa de remuneração de cada colaborador”.

Leia mais  Fábrica da Toyota de Sorocaba entra em férias coletivas

 

Os funcionários que ainda precisem comparecer no local de trabalho, como em funções de manutenção por exemplo, e administrativos não relacionados com a suspensão de contrato de trabalho, continuam trabalhando em regime regular ou de home office, informa a empresa.

A Toyota observa que continuará avaliando a situação momento a momento e caso “entenda ser possível retomar as atividades antes do previsto, reverá esse cronograma, sempre seguindo as orientações das autoridades locais e, principalmente, colocando a saúde e o bem-estar de seus colaboradores e de seus familiares em primeiro lugar”.

No início deste mês, a montadora previa retomar a produção no próximo dia 22. Na ocasião, também mencionou que processos como o fornecimento de peças de reposição para veículos, incluindo os utilizados por órgãos públicos, estão funcionando normalmente.

O Sindicato dos Metalúrgicos de Sorocaba e Região (SMetal) confirmou o acordo negociado com a montadora e que os trabalhadores vão receber o pagamento pelo governo, mais complemento da empresa nos salários. Além disso, benefícios e estabilidade no emprego por 120 dias também estão garantidos, segundo o sindicato.

Com 1.406 votos favoráveis, 23 contrários e 50 abstenções, os trabalhadores da montadora Toyota aprovaram, em assembleia on-line, acordo de suspensão do contrato de trabalho por 60 dias, informa o SMetal. De acordo o secretário-geral do SMetal, Silvio Ferreira, a intenção do sindicato foi buscar melhores condições do que as previstas na Medida Provisória 936, de 2020, editada pelo governo federal, diante do cenário de incertezas na economia e na vida dos brasileiros.

Leia mais  Toyota amplia produção na cidade de Sorocaba em 23%

 

A votação da proposta de suspensão do contrato de trabalho, com direito ao salário, benefícios e estabilidade, ocorreu das 21h30 da última quinta-feira, dia 9, até as 17h de sábado, 11.

Segundo o presidente do sindicato, Leandro Soares, com a crise sanitária e econômica no País causada pela pandemia do novo coronavírus, muitas empresas terão dificuldades com falta de demanda e produção, e por isso o SMetal buscou formas de garantir a renda e o emprego dos trabalhadores.

Para o sindicalista, a empresa terá os tributos e o valor da folha de pagamentos reduzidos, sem impactar completamente o trabalhador, nem precisará demitir, além de mantê-los em segurança, respeitando o isolamento social. (Da Redação)

Comentários