Economia

Produção de aço cresce 7,5% em setembro

Em setembro, foram produzidas 456 mil toneladas de semiacabados para vendas
Produção de aço cresce 7,5% em setembro
Vendas internas fizeram siderúrgicas religar altos-fornos. Crédito da foto: Arquivo Agência Brasil

A produção brasileira de aço somou 2,6 milhões de toneladas em setembro deste ano, com aumento de 7,5% em comparação ao mesmo mês de 2019. Em relação a agosto deste ano, porém, houve retração de 4,7%, atribuída à queda da produção de semiacabados, de 31,9%. Em setembro, foram produzidas 456 mil toneladas de semiacabados para vendas.

Segundo o Instituto Aço Brasil, no mês passado, a produção de laminados foi de 1,9 milhão de toneladas, inferior em 2,6% à registrada em setembro do ano passado.

As vendas internas evoluíram 7,1% em setembro, comparativamente ao mês anterior, e 11,8% ante setembro de 2019, confirmando a rápida recuperação do mercado interno, disse o presidente executivo do Instituto Aço Brasil, Marco Polo de Mello Lopes.

“As vendas internas de laminados em setembro ficaram 15,5% acima da média das vendas de 2018 e 2019. Não procedem, portanto, as especulações de que estaria havendo desabastecimento do mercado interno, devido ao retardamento no religamento dos altos-fornos do setor e ao incremento das exportações. Estas, em setembro, ficaram 14,2% abaixo da média das exportações realizadas em 2019.” Lopes informou que o consumo aparente de produtos siderúrgicos subiu 8% em setembro relação a agosto, sobretudo por causa do crescimento das vendas internas.

O presidente do Instituto Aço Brasil lembrou que, em abril deste ano, no período mais grave da crise de demanda, a indústria operou com apenas 42% da capacidade instalada e foi obrigada a desligar altos-fornos. Com a recuperação do mercado interno, as empresas religaram equipamentos e passaram a vender para o mercado interno em níveis superiores aos de janeiro e fevereiro de 2020, acrescentou. (Alana Gandra – Agência Brasil)

Comentários