Economia

Petrobras põe 62 plataformas de petróleo em hibernação

A guerra do preço do petróleo começou há um mês, quando a Arábia Saudita e a Rússia aumentaram a produção
Petrobras põe 62 plataformas de petróleo em hibernação
Parada fará produção ser reduzida em 23 mil barris por dia. Crédito da foto: Divulgação Petrobras

A Petrobras vai colocar em processo de hibernação 62 das suas plataformas em campos de águas rasas das bacias de Campos, Sergipe, Potiguar e Ceará. A estatal justifica a decisão devido à baixa no preço internacional do petróleo.

As plataformas que deixarão de extrair óleo “não apresentam condições econômicas para operar com preços baixos de petróleo e são ativos em processos de venda”, informou a Petrobras. O corte na produção com a parada dessas unidades é de 23 mil barris de petróleo por dia.

“Dessas plataformas, 80% não são habitadas, e os empregados que atuam nas demais unidades habitadas não serão demitidos. Todos serão realocados para outras unidades. Caso haja interesse, outra opção é a adesão ao Plano de Desligamento Voluntário (PDV)”, de acordo com a estatal.

A guerra do preço do petróleo começou há um mês, quando a Arábia Saudita e a Rússia aumentaram a produção, mesmo com os preços em queda. Há duas semanas, a cotação do barril do tipo Brent chegou a operar próxima de US$ 20, o menor nível em 18 anos. A crise sanitária causada pelo novo coronavírus contribuiu para a diminuição da demanda.

A Organização dos Países Exportadores de Petróleo (Opep) previu ontem que a demanda global da commodity este ano passará de uma alta de 6,9 milhões de barris por dia (bpd), estimada antes, para uma queda histórica de 6,8 milhões de bpd. (Agência Brasil e Estadão Conteúdo)

Comentários