Buscar no Cruzeiro

Buscar

CVM multa irmãos Batista por uso indevido de jato

22 de Julho de 2020 às 00:01

A Comissão de Valores Mobiliários (CVM) decidiu ontem multar os irmãos Joesley e Wesley Batista, donos do frigorífico JBS, por uso indevido do jatinho da companhia para fins particulares.

Por ser o controlador da empresa, Wesley recebeu multa de R$ 400 mil por prática de liberalidade às custas da companhia e mais R$ 300 mil pelo descumprimento do dever de dirigente da empresa de adotar cautela na utilização de bens e patrimônio da JBS. Já Joesley recebeu multa de R$ 400 mil por utilizar bens da empresa para fins particulares.

Os irmãos foram acusados de usar jatinho particular da empresa em proveito próprio, sem autorização da Assembleia de Acionistas ou do Conselho de Administração, para uma viagem aos Estados Unidos em 2017, após delação premiada de Joesley no âmbito da Operação Lava Jato.

Segundo o presidente da CVM e relator do processo, Marcelo Barbosa, ao autorizar o uso da aeronave os irmãos teriam violado “o princípio da autonomia patrimonial da sociedade, configurando ato de liberalidade à custa da companhia”. A acusação argumenta que eles poderiam ter arcado com os próprios custos ou ressarcido a companhia. (Estadão Conteúdo)