Economia

Cresce inadimplência de mutuários da CDHU

Com 566 financiamentos habitacionais inscritos, índice subiu de 19% para 24% dos contratos
Cresce inadimplência de mutuários da CDHU
Atualmente em Sorocaba são 2.245 contratos de financiamento habitacional da CDHU ativos. Crédito da foto: Erick Pinheiro

A inadimplência de mutuários da Companhia de Desenvolvimento Habitacional Urbano (CDHU) em Sorocaba chega a 24%. Dos 2.245 contratos de financiamento habitacional ativos na cidade, 556 estão inadimplentes, ou seja, com mais de três prestações em atraso. O percentual de moradores com dificuldades para pagar as prestações estaria mais alto que o usual, que gira em torno de 19% a 17%, conforme explica o gerente regional da CDHU Sorocaba, Luiz Antonio de Souza.

O gerente aponta o reflexo da situação econômica ainda delicada do país. “Eles (os mutuários) relatam para a gente que perderam o emprego, que estão desempregados”, conta. Luiz explica que no Estado inteiro é feito um trabalho com o objetivo de promover a regularização financeira e dos contratos, em que os inadimplentes podem procurar o escritório da CDHU para quitar os débitos. Uma das formas de pagamento nesses casos é a divisão do débito dentro do prazo remanescente do contrato, sendo que nesse caso o mutuário passa a pagar o valor em atraso junto às parcelas do financiamento.

Leia mais  Caixa tem R$ 1,8 bi para moradias na região

 

“A CHDU trabalha com famílias com renda entre 1 a 10 salários mínimos, mas a grande maioria é entre 1 e 3 salário mínimos”, conta o gerente. Quando o mutuário do CDHU não consegue pagar quatro parcelas consecutivas, e não procura a regularização, a CDHU pode fazer a cobrança por meio de cartório. Se ainda não ocorrer a regularização, o imóvel pode ser enviado para leilão. Caso o apartamento ou casa não seja arrematado no leilão — que ocorre duas vezes — a CDHU pede na Justiça a reintegração de posse e disponibiliza a unidade para nova comercialização. Em Sorocaba, atualmente, há 18 unidades habitacionais nessa situação.

O gerente alerta que embora os imóveis da CDHU possam ser vendidos pelos mutuários é preciso verificar antes a situação do contrato, dos pagamentos das parcelas, entre outros trâmites. Por isso, aconselha que possíveis compradores busquem a CDHU antes de efetuar a compra.

Na região de Sorocaba — que para a CDHU engloba 62 municípios — constam 18.328 contratos de financiamento habitacional ativos. Destes, 4.510 (24,61%) estão inadimplentes, ou seja, com mais de três prestações em atraso.

Novos empreendimentos

Cresce inadimplência de mutuários da CDHU
Gerente regional da CDHU Sorocaba, Luiz Antonio de Souza. Crédito da foto: Emidio Marques

Em 2019, já foram entregues na região de Sorocaba 707 unidades habitacionais na região, mais 263 devem ser entregues em 2019 e outras 1.555 previstas para 2020. O último empreendimento da CDHU na cidade foi o Sorocaba R, que entregou 272 unidades em maio de 2010. Por enquanto, segundo o gerente, não há novos conjuntos previstos para o município.

Leia mais  A casa de todos os sorocabanos

 

De acordo com a Secretaria de Habitação, já foram entregues 35.056 moradias na região de Sorocaba pelos dois braços operacionais da pasta, a CDHU e Casa Paulista. Outras unidades estão em obras nas cidades de Angatuba (212 unidades habitacionais), Águas de Santa Bárbara (100 uhs), Araçariguama (28 uhs), Areiópolis (100 uhs), Bofete (40 uhs), Boituva (300 uhs), Botucatu (542 uhs), Capela do Alto (240 uhs), Iperó (1.099 uhs), Itatinga (127 uhs), Manduri (156 uhs), Pardinho (151 uhs), Piedade (127 uhs), Pilar do Sul (68 uhs), Pratânia (118 uhs), Ribeirão Branco (36 uhs), Salto de Pirapora (145 uhs), São Manuel (200 uhs), São Miguel Arcanjo (10 uhs), Tatuí (20 uhs) e Torre de Pedra (120 uhs).

Escritório Regional

No Escritório Regional da CDHU em Sorocaba os mutuários podem encontrar informações sobre acordo e parcelamento de débitos; comunicado de sinistro: danos físicos, invalidez permanente e morte; emissão de 2ª via de boleto; solicitação de contrato de quitação e solicitação de transferência (mudança de titularidade), entre outros serviços. A unidade fica na rua Comendador Antônio Soares Regal, 145 – Jardim São Carlos, telefone (15) 3412-0300, atendimento de 2ª a 6ª feira, das 8h às 17h30. As orientações para cada um dos serviços presenciais podem ser encontradas no site da Companhia (http://bit.ly/323hnFp). (Priscila Fernandes)

Leia mais  CDHU sorteia moradias em Salto de Pirapora e Alambari

 

Comentários

CLASSICRUZEIRO