Economia

Consultorias ajudam empresas na crise da pandemia do coronavírus

Para conter impactos da Covid-19, principalmente em pequenos negócios, é preciso organizar e conciliar
Alunos do curso de engenharia de produção da UFSCar atuam na empresa universitária Lider Jr. Crédito da foto: Divulgação

Desde o início da pandemia do novo coronavírus, pequenas e médias empresas têm sido diretamente afetadas pela crise econômica. Seja pela queda em vendas ou por impossibilidades de funcionamento, impostas pelos decretos estadual e municipal, empresários viram seus clientes desaparecerem e seus lucros se dissiparem drasticamente. Sem um prazo determinado para o fim dessa situação, eles precisam se preparar para o futuro.

Uma alternativa para fugir dos impactos financeiros causados pela Covid-19 tem sido a busca por consultorias financeiras. Especialistas com anos de carreira e até jovens no início da vida profissional podem auxiliar na gestão de negócios rumo a caminhos menos tortuosos.

Magistrado aposentado Arthur Migliari Junior

Depois de 30 anos dedicados à promotoria de justiça do Estado de São Paulo, o magistrado aposentado Arthur Migliari Junior resolveu reunir seus conhecimentos adquiridos sobre direito empresarial para auxiliar empresários neste momento de incerteza. O especialista destaca a importância da organização e do autoconhecimento. “É preciso manter a calma. Os proprietários precisa entender quais são seus credores perigosos, fazer um balanço das suas dívidas e tentar negociar. O momento é de conciliação”, afirma o consultor.

Leia mais  Guedes: gastos com pandemia não podem passar para futuras gerações

Migliari Junir ainda alerta para o perigo de “fechar os olhos” para as dívidas. “Credores perigosos, como bancos, podem judicializar esses pagamentos em atraso, levando uma empresa à falência. Assim como os débitos trabalhistas com funcionários. A melhor opção é buscar por informação,” ensina o especialista.

Jovens em ação

Pensando em formas de ajudar, um grupo de Empresas Juniores — constituídas por universitários — criou um projeto para auxiliar gratuitamente micro e pequenas empresas do Estado de São Paulo durante a pandemia da Covid-19. Em Sorocaba, os alunos do curso de engenharia de produção da Universidade Federal de São Carlos (UFSCar) serão responsáveis pelo atendimento.

Para o presidente da empresa universitária Lider Jr., Gabriel Rocha, 20 anos, a iniciativa é uma forma de manter a economia aquecida, privilegiando principalmente os pequenos negócios. “O movimento empresa júnior movimentou, em 2019, R$ 45 milhões, o que é muito dinheiro. Uma ação como essa é dar chances a esse proprietário de adquirir conhecimentos em prol do seu negócio para mantê-lo vivo,” enfatiza o estudante.

A consultoria contará com um grupo de aproximadamente 20 estudantes, que junto com os empresários realizarão análises de negócio, buscando entender as principais dificuldades de cada empresário. “Nós faremos análise mercado, trabalharemos o marketing estratégico, falaremos sobre planejamento financeiro. Tudo pensando em como o proprietário pode se organizar da melhor maneira para voltar a crescer depois da crise do novo coronavírus,” explica Rocha.

Leia mais  Ministério quer mais Coronavac

De acordo com a Lider Jr., o único pré-requisito para participar do projeto é integrar a classificação de microempreendedor individual (MEI). Todos os ramos de negócio estão aptos a receber a consultoria.

Segundo dados divulgados pelo Portal do Empreendedor, em 2020 o Brasil ultrapassou a marca de dez milhões de MEIs. A Prefeitura de Sorocaba foi questionada sobre o número de negócios que integram a categoria na cidade, mas não respondeu aos questionamentos até o fechamento desta edição.

Vaquinha on-line

Uma outra iniciativa foi capitaneada pela Federação das Empresas Juniores do Estado de São Paulo (Fejesp), do núcleo de Campinas. O órgão espera atender cerca de 150 micro e pequenas empresas e, para viabilizar o projeto, os universitários se organizaram em uma “vaquinha on-line”, cuja meta é atingir R$ 240 mil. Quem quiser colaborar ou se inscrever para a consultoria pode acessar o site fejesp.org.br/transformesp. (Wesley Gonsalves)

Comentários