Economia

Cesta de compras para renda mais baixa fica 0,25% mais barata

Em 12 meses, o IPC-C1 acumula taxa de 3,8%
cesta de compras
Classe de alimentação caiu de 1,17% para 0,34% – Foto: Aldo V. Silva/Arquivo JCS

O Índice de Preços ao Consumidor – Classe 1 (IPC-C1), que calcula o custo da cesta de compras para famílias com renda de até 2,5 salários mínimos, registrou deflação (queda de preços) de 0,25% em novembro deste ano. Segundo a Fundação Getulio Vargas (FGV), em outubro havia sido registrada inflação de 0,78%.

Em 12 meses, o IPC-C1 acumula taxa de 3,8%. As taxas ficaram abaixo das registradas pelo Índice de Preços ao Consumidor – Brasil (IPC-BR), que mede a inflação para todas as faixas de renda e que teve deflação de 0,17% em novembro e alta de preços de 4,24% em 12 meses.

Leia mais  12 empresas anunciam investimentos em Sorocaba, diz Prefeitura

 

Sete das oito classes de despesas componentes do índice apresentaram queda em suas taxas de variação de outubro para novembro. Três delas chegaram a registrar deflação neste mês: habitação (que caiu de -0,11% para -1,1%), transportes (de 0,71% para -0,42%), saúde e cuidados pessoais (de 0,38% para -0,17%).

Quatro classes tiveram queda na taxa, mas continuaram registrando inflação: alimentação (de 1,17% para 0,34%), vestuário (de 0,73% para 0,14%), educação, leitura e recreação (de 0,37% para 0,27%) e comunicação (de 0,12% para 0,07%).

A única classe com alta na taxa foi a de despesas diversas (que subiu de -0,03% para 0,03%). (Vitor Abdala – Agência Brasil)

Comentários
Assuntos