Economia

Carros acumulam aumento de 10% no ano e previsão é de novas altas

Carros acumulam aumento de 10% no ano e previsão é de novas altas
Crédito da foto: Vinícius Fonseca (23/4/2020)

O presidente da General Motors na América do Sul, Carlos Zarlenga, disse ontem, que a indústria de veículos já promoveu aumento de preços de 10% neste ano e deve continuar fazendo reajustes para recompor suas margens de rentabilidade. Ao participar de congresso promovido pela Autodata, Zarlenga considerou que, embora prejudiquem os volumes, os repasses tornaram-se inevitáveis diante do encarecimento das peças importadas na esteira de quatro anos de desvalorização “contínua” do real.

“Com desvalorizações do real de 46% neste ano, tem de ter repasse de preço … Quanto mais repassa, mais afeta a demanda, mas não tem jeito”, afirmou o Zarlenga, lembrando que, na média, os componentes importados respondem por 40% do valor dos veículos montados no Brasil.

“Tem mais participantes no mercado do que o mercado absorve no momento‘, assinalou. Apesar da reação das vendas após a flexibilização da quarentena, Zarlenga disse que o consumo ainda deve levar três anos para retomar os volumes de 2019. (Estadão Conteúdo)

Comentários