Economia Exterior

Biden nomeia crítico das Big Techs para cargo

Biden nomeia crítico das Big Techs para cargo
Presidente dos EUA quer discutir práticas anticompetitivas. Crédito da foto: Oliver Douliery / AFP (12/3/2021)

Reunindo esforços para a regulamentação das Big Techs americanas, o presidente dos Estados Unidos, Joe Biden, nomeou, na sexta-feira, Tim Wu como assistente especial do presidente para tecnologia e política de concorrência. Wu é professor de direito da Universidade de Columbia e conhecido por ser crítico das grandes empresas de tecnologia do país.

Biden já havia manifestado interesse em discutir a postura de empresas como Google, Amazon, Apple e Facebook, em relação às acusações de práticas anticompetitivas.

Com a nomeação de Wu, de 48 anos, a Casa Branca deve aumentar a atenção para essas companhias e fortalecer leis antitruste no país. Wu é uma figura bem vista por muitos democratas progressistas e grupos que se manifestam contra monopólios nos Estados Unidos.

“A concentração econômica extrema produz grande desigualdade e sofrimento material, alimentando o apetite por lideranças nacionalistas e extremistas”, escreveu em seu livro publicado em 2018, “The Curse of Bigness: Antitrust in the New Gilded Age”. “Mais visível em nosso dia a dia é o grande poder das plataformas tecnológicas, especialmente Google, Facebook e Amazon”, acrescentou.

Dentro do governo Biden, Wu vai atuar especificamente no Conselho Econômico Nacional, em foco em políticas de concorrência e políticas trabalhistas.

Leia mais  JBS anuncia que vai investir R$ 1,7 bilhões em unidades no RS

Anteriormente, Wu havia trabalhado na administração de Barack Obama, desenvolvendo o mesmo papel de ação em departamentos antitruste, como conselheiro da Federal Trade Commission. (Estadão Conteúdo)

Comentários