Brasil Economia

Grupo Abril é vendido a empresário por “valor simbólico”

Fábio Carvalho é especialista em companhias com dificuldades financeiras e assume dívida de R$ 1,6 bilhão
Sede da Editora Abril em São Paulo. Crédito da Foto: Reprodução/Youtube

O empresário Fábio Carvalho assinou nesta quinta-feira (20) contrato de compra de 100% das ações do Grupo Abril, que está em recuperação judicial desde agosto. Pelo negócio, a família Civita, que fundou a Abril em 1950, deve receber um “valor simbólico” — já que a dívida do grupo é de R$ 1,6 bilhão, sendo R$ 1 bilhão em dívidas bancárias.

A transação ainda precisa do aval do Conselho Administrativo de Defesa Econômica (Cade) e, assim que aprovada, os novos diretores se juntarão à equipe da Alvarez & Marsal, responsáveis pela recuperação judicial do grupo — que reúne a editora de revistas, a gráfica, a distribuidora de publicações e uma empresa de logística.

Leia mais  Justiça manda Abril reintegrar demitidos desde dezembro de 2017

 

Carvalho foca suas atividades na aquisição de companhias em crise financeira e, como no passado, deve ter colaboração do banco BTG Pactual, que já financiou empreitadas semelhantes anteriormente. É sócio de investimentos como Casa & Vídeo e Lojas Leader.

Somados, seus investimentos em variados setores têm faturamento anual superior a R$ 4 bilhões e empregam mais de 46 mil pessoas. (Da Redação)

Comentários