Cultura

Um passeio digital pelo jazz e MPB com pitadas de erudição

Vicente Falek, pianista radicado em Sorocaba, faz hoje live de músicas autorais
Um passeio digital pelo jazz, MPB e pitadas de erudição
Vicente Falek é mais conhecido como autor de trilhas sonoras e sideman de outros artistas. Crédito da foto: Divulgação

Radicado em Sorocaba desde 2018, o pianista, compositor e produtor musical paulistano Vicente Falek realiza hoje, às 18h, um show com transmissão on-line, baseado em seu primeiro álbum solo de músicas autorais, intitulado “Obstinado”.

Mais conhecido por seus trabalhos de bastidores, como autor e editor de trilhas sonoras — que incluem a série de animação “Irmão do Jorel” e o longa “O Menino e o Mundo”, de Alê Abreu, indicado ao Oscar em 2014 — e sideman de artistas como Helio Ziskind, Falek revisitará canções e músicas instrumentais de seu álbum de estreia, disponível nas principais plataformas de música digital. E promete, ainda, tocar singles inéditos, compostos durante a quarentena.

Resultado de um processo criativo que começou em 2008 e que faz juz ao seu título, “Obstinado” tem sido elogiado por quem tem os ouvidos atentos. Um dos maiores hitmakers da música popular brasileira, o cantor e compositor Guilherme Arantes usou suas redes sociais na última segunda-feira (1º) para tecer comentários ao disco de Falek. “Uma preciosidade neste mundo aparentemente tão empobrecido”.

Leia mais  Começar de novo

Arantes, que está morando na Espanha, mas segue com a “antena” apontada para descobrir e se surpreender com novos talentos da música brasileira acrescenta: “Mas esse empobrecimento é apenas aparente. Existem, sim, criadores incríveis pra gente descobrir. Pra sermos pegos de surpresa, sem mais nem menos. Admiração profunda pela beleza e pela qualidade. Pelo sonho da música. Adorei”, completou, referindo-se à obra de Falek.

Surpreso e, claro, feliz pelas palavras elogiosas, Vicente Falek revela o desejo de conversar com Arantes para, nas palavras dele, “tentar entender” como seu disco chegou a um dos maiores autores de sucessos da música brasileira.

“Obstinado” mescla canções em parceria com o letrista Camilo Vannuchi e composições instrumentais que passeiam pelas sonoridades do jazz e da música brasileira, com forte influência da música erudita. Além de Falek ao piano, o disco tem participações da cantora Juliana Ferretti e dos instrumentistas Igor Pimenta (contrabaixo), Guilherme Marques (bateria) e Rodrigo Nascimento (saxofone e flauta).

Para o show de hoje, que será transmitido de seu próprio estúdio em Sorocaba — cidade que escolheu viver ao lado da esposa desde o nascimento de seu primeiro filho, agora com 2 anos –, Vicente Falek apresentará todas as canções em formato solo, assumindo o microfone e se alternando entre o piano e a viola caipira.

Leia mais  Do game para a telona

Ganha-pão

Diferentemente das “lives” gratuitas, o show terá uma bilheteria virtual, que convida os interessados a contribuírem com qualquer quantia a partir de R$ 1, pela plataforma Eventbrite, no link encurtador.com.br/abxT9 até instantes antes do início da apresentação. Após o pagamento, o usuário recebe um link para assistir ao show, que ficará disponível até a próxima terça-feira, às 22h30.

Vicente Falek comenta que, além de ser uma forma de obter renda por seu trabalho artístico em meio à pandemia, este modelo visa estimular a reflexão do público em relação à remuneração e valorização dos artistas. “Na internet, a gente (artistas) assume que tem que postar coisas gratuitas. É gostoso poder convidar pessoas a ouvir sem ter que cobrar o tempo todo, mas em algum momento a gente tem que achar uma forma de obter o ganha-pão, não dá pra ser um trabalho totalmente gratuito”, assinala.

Leia mais  Viviane Ferreira vai comandar a Spcine

“Sinto falta da interação com os outros músicos, mas o ser humano se adapta. Tocar sem plateia é uma falta que não tem como superar concretamente, mas, se a gente for pensar, (o show online) é o que a gente tem hoje, e uma coisa boa é que a gente pode alcançar muito mais gente, de toda a parte do mundo, que está do outro lado do computador”, conclui. (Felipe Shikama)

Comentários