Cultura Mais Cruzeiro

‘Turma da Mônica’ estreia nos cinemas nesta quinta-feira (27)

Salas ainda trazem ‘Pets 2 -- A vida secreta dos bichos’ e o terror ‘Annabelle 3: de volta para casa’
‘Turma da Mônica’ estreia hoje nos cinemas
Atores que interpretam Mônica, Magali, Cebolinha e Cascão foram escolhidos de acordo com seus temperamentos. Crédito da foto: Divulgação

Um dos filmes nacionais mais aguardados dos últimos anos — por crianças e adultos — “Turma da Mônica — Laços” entra em cartaz nesta quinta-feira (27) nas salas de Sorocaba. A lista de novidades também conta com a animação “Pets 2 — A vida secreta dos bichos” e o terror “Annabelle 3: de volta para casa”.

 

Primeiro longa-metragem em live action dos personagens de Maurício de Sousa, “Turma da Mônica – Laços” é baseado na graphic novel homônima responsável por dar nova roupagem à turma que, em 2019, completa 60 anos. O longa é dirigido por Daniel Rezende, indicado para o Oscar como montador de “Cidade de Deus”, de Fernando Meirelles, em 2002, e consagrado no meio cinematográfico por ter conseguido criar, já na ilha de edição e com todo o material filmado, uma trama muito mais original e empolgante para “Tropa de elite”, de José Padilha. No roteiro original, a história girava entorno de dois amigos aspirantes a policiais enquanto Capitão Nascimento (Wagner Moura) era um mero coadjuvante.

Em 2017, Rezende estreou como diretor com o surreal “Bingo – o rei das manhãs”, longa brasileiro indicado ao Oscar, e foi durante o processo desse filme que se acendeu uma luz. Fã, desde sempre, da Turma da Mônica, decidiu que seria seu próximo filme. Assim nasceu “Turma da Mônica — Laços”, que estreia hoje em todo o País.

Rezende participava da CCXP quando ouviu o próprio Mauricio de Sousa anunciar que suas criações — Mônica, Cebolinha, Magali, Cascão, etc. — ganhariam uma versão live action. Rezende não vacilou. Entrou em contato com a editora, e perguntou, simples e direto, se já tinham um diretor. Diante da negativa, apresentou-se e disse, “Agora, tem”.

Para a realização de “Turma da Mônica — Laços”, a dúvida era se as crianças conseguiriam dar conta das emoções, da complexidade das figuras que há seis décadas estão no imaginário dos brasileiros, atravessando gerações. Houve um rigoroso processo de casting. Mais de 7.500 crianças foram testadas até se chegar às escolhidas.

Rezende conta que não as selecionou pela semelhança física, mas pelo temperamento. Vale-se de alguns poucos elementos marcantes — uma prótese foi providenciada para tornar sua Mônica dentuça, a maquiagem criou aquele efeito no cabelo de Cebolinha. Quando o próprio Mauricio de Sousa, apresentado aos atores, aprovou-os, Rezende relaxou. “Sabia que não conseguiria satisfazer todos os fãs. Guiei-me pelo criador. Se o pai havia reconhecido suas crianças, quem seria contra?”.

Kevin Vechiatto, o Cebolinha, era o único com experiência. “Tleinei muito para tlocar as letlas”, ele diz, brincando. E o cabelo? “Foram semanas de testes com cabeleireiros e, depois, todo dia, eram pelo menos 20 minutos de maquiagem só para deixar o cabelo daquele jeito.” Giulia Benite, a Mônica, conta que sua irmã sempre quis ser atriz e acredita que foi isso que despertou seu desejo de também ser. “Tive mais sorte que ela… E a minha irmã não ficou magoada por isso. Tem me dado todo apoio”, diz.

Ao basear-se na graphic novel de Vitor e Lu Cafaggi, Rezende procurou criar uma trama familiar com aventura, que envolve o sequestro do cão de Cebolinha, o que leva os amigos a se unirem para descobrir o que aconteceu com Floquinho.

Para Rezende, a motivação em rodar a Turma da Mônica “foi um pouco pelo mesmo motivo pelo qual quis fazer o ‘Bingo’. O Brasil parece que tem vergonha de sua cultura pop. Quem não conhece a ‘Turma da Mônica’? Pelo menos três gerações já cresceram com ela e seus amigos”, conta.

Animações, terror e filme de arte

‘Turma da Mônica’ estreia hoje nos cinemas
“Annabelle 3: de volta para casa”, é continuação da história de uma boneca maligna. Crédito da foto: Divulgação

A proximidade das férias de julho fez com que as distribuidoras se mobilizassem para atender à demanda das plateias infantis. Além de “Turma da Mônica – laços” e “Toy Story 4”, que entrou em cartaz na semana passada e tem atraído multidões, chega hoje às telonas “Pets 2 – a vida secreta dos bichos”, nova animação do Illumination Entertainment, o estúdio que, em pouco mais de dez anos, vem alinhando sucessos como “Meu malvado favorito” e “Minions”. Na história, a vida de Max e Duke muda bastante quando sua dona tem um filho. De início eles não gostam nem um pouco deste pequeno ser que divide a atenção, mas aos poucos ele os conquista. Quando toda a família decide passar uns dias em uma fazenda, os cachorros enfrentam uma realidade completamente diferente com a qual estão acostumados.

Para quem curte terror, a novidade é o terror “Annabelle 3: de volta para casa”, terceiro título da franquia da boneca maligna que é derivada de “Invocação do mal”. Desta vez, a trama ocorre na casa do casal Warren e mostrará o momento em que Annabelle entra para a sala dos artefatos. A direção é de Gary Dauberman.

Já a sala 7 do Cineplay Sorocaba, do Sorocaba Shopping, voltada a exibições de filmes de arte, recebe o longa francês “Memórias da dor”, de Emmanuel Finkiel. Ambientado na França ocupada por nazistas, o longa conta a história real da escritora Marguerite Duras (Melanie Thierry), em busca por pistas do paradeiro do marido preso por ações na resistência, se aproximando de um inimigo que é também fã. (Da Redação, com informações do Estadão Conteúdo)

Comentários