Buscar no Cruzeiro

Buscar

Acervo

Sorocabanos são selecionados para Prêmio VIP de Literatura

06 de Abril de 2021

Sorocabanos são selecionados para Prêmio VIP de Literatura Carlos Cavalheiro foi selecionado com a poesia “Povoado”. Crédito da foto: Erick Pinheiro / Arquivo JCS (4/2/2019)

Os escritores sorocabanos Carlos Carvalho Cavalheiro e Ademir Barros dos Santos (que utiliza o pseudônimo Ed Mulato) foram selecionados para o Prêmio VIP de Literatura de 2020, cujo resultado foi divulgado no final de março. Realizado desde 2016, o Prêmio VIP de Literatura é realizado pela Editora A. R. Publisher, de Maringá (PR), a partir de seleção em concurso internacional.

A pandemia de Covid-19 implicou em mudanças no concurso do ano passado, que passou a ser pensada como uma espécie de “The Best” das edições anteriores. Para a edição de 2020, todos os selecionados nas quatro edições anteriores (2016, 2017, 2018 e 2019) foram automaticamente inscritos. Como todas essas obras já haviam sido avaliadas, também não houve necessidade de se constituir comissão julgadora, como ocorreu nas outras edições.

“Desde dezembro de 2020, eu e Sérgio Luiz Moreira, presidente das comissões julgadoras de 2017 a 2019, nos dedicamos a ler todas as obras, analisar mapas de notas das edições anteriores, analisar as avaliações escritas, indicações e enfim, considerando tudo o que lemos/vimos nas quatro edições, chegamos a esses 25 nomes na categoria poesia e 25 na de conto”, explica Angela Regina Ramalho Xavier, proprietária da A. R. Publisher.

As 50 melhores obras (25 poesias e 25 contos) serão publicadas em uma antologia especial e cada autor selecionado receberá um exemplar, além de certificado personalizado.

Carlos Carvalho Cavalheiro foi selecionado com a poesia “Povoado”. O poeta é escritor, pesquisador de cultura popular paulista, historiador e documentarista. Autor de mais de duas dezenas de livros, foi premiado com o troféu Barriguda no Festival de Música e Poesia de Paranavaí (Femup) em 2015, agraciado com o Troféu Destaque (2014) da Prefeitura Municipal de Sorocaba e vencedor do Mapa Cultural Paulista (2013/2014) com o videodocumentário “Em Busca do Unhudo”. Em 2019 recebeu o Prêmio Sorocaba de Literatura com o romance “Entre o Sereno e os Teares”. Mestre em Educação pela Ufscar, é professor de história em Porto Feliz.

Sorocabanos são selecionados para Prêmio VIP de Literatura Ademir Barros dos Santos competiu com a poesia “Encantos”. Crédito da foto: Arquivo JCS (2/7/2018)

O contista, poeta e cronista Ademir Barros dos Santos competiu com a poesia “Encantos”, sob o pseudônimo Ed Mulato. Admir é militante negro, membro dos grupos de Estudos de Educação, Territórios Negros e Saúde (ETNS) e de Pesquisa de Teorias e Fundamentos da Educação (GPTeFE), ambos da Universidade Federal de São Carlos -- campus Sorocaba. Coordenador da Câmara de Preservação Cultural do Núcleo de Cultura Afro-brasileira (Nucab) da Universidade de Sorocaba (Uniso), é doutorando e mestre em educação pela UFSCar. (Da Redação)