Buscar no Cruzeiro

Buscar

Projeto ‘A loba’ abre processo seletivo

06 de Fevereiro de 2020 às 00:01

O projeto “A loba: procedimentos sobre o que se traz, o que se leva e o que se deixa”, de Ivanise de Carlo, contemplado pela Lei de Incentivo à Cultura (Linc) em 2019, está com inscrições abertas para os interessados em estudar arte por meio de pesquisa teatral. São três vagas e o prazo vai até o dia 10 de fevereiro.

Os artistas estudantes que forem contemplados no processo seletivo receberão ajuda de custo no valor de R$ 350 por mês para estudar a construção do espetáculo e apresentações teatrais, durante seis meses. Para se inscrever é preciso ser maior de idade e compor uma carta de, no máximo, duas laudas, em formato livre ou seja, não é necessário ser somente escrito, respondendo as duas seguintes perguntas: para onde se direciona a sua formação neste momento? O que te provoca na discussão artística proposta no projeto? Após responder ambas as questões, o documento deverá ser encaminhando para o e-mail [email protected]

Todos os integrantes do projeto lerão as cartas de interesse dos concorrentes e separarão os seus três escolhidos. Os concorrentes que estiverem em mais listas serão aprovados e, em seguida, convocados. Caso haja empate, será discutido e estudado caso a caso. O resultado será divulgado em 11 de fevereiro.

Participação

De fevereiro a abril, os ensaios ocorrerão duas vezes por semana, quarta e sexta-feira, das 19h às 22h, em Sorocaba. Porém, caso haja qualquer alteração, os participantes serão comunicados previamente. Com contrato assinado comprovando o comprometimento com a função durante os seis meses, a desistência do contratado resultará na devolução do dinheiro recebido. O prêmio será entregue em três parcelas de R$ 700 em março, maio e julho, resultando no valor final de R$ 2.100.

O projeto “A loba: procedimentos sobre o que se traz, o que se leva e o que se deixa”, é a segunda fase de uma possível trilogia, tendo iniciado com o espetáculo “Mariposas: procedimentos que se transformam com o tempo”. Nesse segundo momento, para realização e continuidade da pesquisa, as três atrizes que compõem o elenco se debruçam, inicialmente, em três contos populares para construir diálogos e projeções dos conceitos que serão desenvolvidos no trabalho cênico: “La loba, a mulher loba”, “A mulher esqueleto” e “Corpo jubiloso: a carne selvagem”, todos os três extraídos do livro “Mulheres que correm com os lobos: mitos e histórias do arquétipo da mulher selvagem”, de Clarissa Pinkola Estés. (Da Redação)