Buscar no Cruzeiro

Buscar

Cultura

Sorocaba tem tradicional Desfile dos Tropeiros e 2ª Cavalgada Solidária no dia 29

Também poderão participar comitivas e todos aqueles que desejarem com seus animais, seguindo as orientações

14 de Maio de 2022 às 17:56
Cruzeiro do Sul [email protected]
Sorocaba tem tradicional Desfile dos Tropeiros e 2ª Cavalgada Solidária.
Sorocaba tem tradicional Desfile dos Tropeiros e 2ª Cavalgada Solidária. (Crédito: SECOM/SOROCABA)

Para celebrar a 55ª Semana do Tropeiro, a Prefeitura de Sorocaba realiza, no domingo (29), a partir das 9h, o tradicional Desfile dos Tropeiros na cidade, que, neste ano, se une à 2ª Cavalgada Solidária #AFOMENAOEFAKE!. A concentração será às 8h30, no Clube União Recreativo Campestre, no Jardim Guadalajara, com destino ao Parque das Águas, no Jardim Abaeté, onde ambos se encontram.


Antes de chegar ao Parque das Águas, eles passarão em frente ao Monumento ao Tropeiro, próximo à Santa Casa de Misericórdia, na Avenida São Paulo, local onde o grupo receberá a costumeira benção.
Uma comitiva, formada por integrantes de diferentes cidades do Estado de São Paulo, realizará a edição 2022 da Tropeada Itararé-Sorocaba, quando serão percorridos quilômetros de estrada, passando pelos municípios que constituíram a Rota Sul do Caminho das Tropas e participando do tradicional Desfile dos Tropeiros e da 2ª Cavalgada Solidária #AFOMENAOEFAKE!.

Eles percorrerão um trecho de quase 350 quilômetros até Sorocaba, fazendo pouso ao longo do trajeto, relembrando e celebrando a importância do tropeirismo para o desenvolvimento do Estado de São Paulo e do País. Eles sairão de Itararé, na sexta-feira (20), e seguirão pela seguinte rota: Itaberá, Itapeva, Taquarivaí, Itapetininga, Capela do Alto, Sarapuí, Araçoiaba da Serra e Sorocaba. Os tropeiros chegarão à cidade no dia 28 de maio, depois de nove dias de viagem, e farão o pouso no Clube União Recreativo Campestre.

Também poderão participar comitivas e todos aqueles que desejarem com seus animais. A orientação é que os animais estejam com sela, cabresto, estribo e demais equipamentos necessários para a cavalgada com todo zelo e segurança.

No dia 29 de maio, às 9h, os cavaleiros e muladeiros sairão do Clube União Recreativo Campestre e percorrerão um trajeto de 12,2 km pelas seguintes vias da cidade de Sorocaba: Rua Francisco Paulo Braion, Avenida Dr. Armando Pannunzio, Avenida Gal. Carneiro, Praça 9 de Julho, Avenida Moreira César, Rua Cesário Mota, Rua São Bento, Rua XV de Novembro, Ponte Francisco Delosso, até chegar na Avenida São Paulo, em frente ao Monumento ao Tropeiro para a tradicional benção, repetindo o trecho que era percorrido pelos tropeiros nos séculos passados.

O Monumento ao Tropeiro foi oferecido a Sorocaba em seu 3º Centenário, pelo Conde Francisco Matarazzo Júnior, em reconhecimento à cidade que o acolheu e foi berço das grandes atividades industriais da família Matarazzo. Durante 150 anos, os tropeiros fizeram a ligação de Sorocaba com o Brasil, transportando mercadorias nos lombos dos animais e semeando cidades. Sorocaba foi a sede dos tropeiros e das Feiras de Muares.

Na sequência, o grupo seguirá pela Rua Padre Madureira, Avenida Eng. Carlos Reinaldo Mendes, Rua Mário Thame, Ponte Salomão Pavlovsky, Avenida Dom Aguirre, chegando no Parque das Águas, no Jardim Abaeté, por volta das 12h. Lá, os participantes poderão conferir uma grande festa, com exposição de fotos e diferentes artigos tropeiros, além da apresentação da Orquestra de Violas “Zé Franco” e do cantor sertanejo Diamantino.

Tropeirismo

O início do Tropeirismo na cidade ocorreu por volta de 1.750, com o registro de animais no município, o que transformou Sorocaba em passagem de tropas xucras ou arreadas. Como consequência desse evento, eram realizadas as famosas Feiras de Muares, que, normalmente, tinham duração de dois meses. O tropeiro era responsável pela circulação de produtos destinados à exportação e pelo abastecimento das regiões interioranas.

Segundo a Prefeitura de Sorocaba, o objetivo ao promover esses eventos é resgatar a cultura Tropeira do município, mantendo viva a memória a respeito da participação da cidade no desenvolvimento do Ciclo do Tropeirismo, além de arrecadar alimentos para a campanha #AFOMENAOEFAKE!, organizada pelo Fundo Social de Solidariedade (FSS). (Da Redação, com Secom Sorocaba)