Buscar no Cruzeiro

Buscar

Cultura

Carlos Caetano vence Prêmio Tradição em Viola Caipira

Mestre de cururu sorocabano participou do festival Revelando SP 2021

18 de Dezembro de 2021 às 00:01
Kally Momesso [email protected]
Carlos Caetano, músico há mais de 60 anos, venceu o festival pela segunda vez consecutiva.
Carlos Caetano, músico há mais de 60 anos, venceu o festival pela segunda vez consecutiva. (Crédito: DIVULGAÇÃO)

Aos 76 anos, o violeiro e mestre de cururu sorocabano, Carlos Caetano, ganhou pela segunda vez consecutiva o Prêmio Tradição em Viola Caipira no festival Revelando SP 2021. Músico há mais de 60 anos, já tocou com grandes mestres cururueiros como Negrinho Parafuso, Cido Garoto, Benedito Carrara, entre outros.

“Meu pai tocava viola e cantava cururu, então eu aprendi porque desde pequeno eu via ele tocar”, relembrou Caetano. Aos 15 anos ele aprendeu a tocar viola e desde então vem acompanhando a tradição da viola caipira e realizando shows por toda a região.

O cururu é um ritmo típico da música caipira brasileira, sendo um de seus maiores exemplos a imortal composição “O Menino da Porteira”, de Teddy Vieira. Também é um canto de improviso característico do interior de São Paulo, semelhante ao repente no nordeste e à trova no Rio Grande do Sul. Sua origem é creditada a uma mistura de tradições.

Para Caetano, o tradicional cururu está em extinção, isso porque é necessário “ter o dom” e gostar. “Eu acho que os cantadores de cururu profissionais estão acabando. O cururu é um dom de Deus”, expressou. Ainda assim, ele faz apresentações em escolas para levar a tradição aos mais jovens.

O violeiro, que gravou o primeiro disco em 1962, já ganhou diversos prêmios, sendo este, conquistado em 2021, o segundo prêmio do festival paulista.

O Concurso de Viola Caipira Revelando SP tem como objetivo a seleção e premiação de violeiros do Estado de São Paulo e integra a programação do Revelando SP Online 2020, festival de valorização e difusão da cultura tradicional paulista.

50 violeiros selecionados por júri especializado através de vídeos receberam o Prêmio Revelando Violeiros, no valor de R$ 2.500. O júri é composto por profissionais ligados ao mundo da música e da viola como Felipe Trotta, Mariangela Zan, Mirian Cris de Souza Cunha, Paulo Freire e Zeca Collares. (Kally Momesso - programa de estágio / Supervisão: Carolina Santana)