Cultura

Morre roteirista Walter Bernstein

Bernstein escreveu roteiros para filmes que criticam duramente o imperialismo norte-americanos

Morreu no sábado (23), aos 101 anos, o roteirista Walter Bernstein, autor do roteiro do filme Testa- de-Ferro por Acaso (The Front, 1976), quase um testemunho das agruras que ele e o diretor sofreram durante o macarthismo. Dirigido por Martin Ritt, com Woody Allen e Zero Mostel nos principais papéis, o filme conta a história de um roteirista (Zero) que entra para a lista negra promovida pelo senador McCarthy e fica proibido de assinar roteiros em Hollywood nos anos 1950, recorrendo a um amigo que trabalha num restaurante (Allen) para assumir o papel de testa-de-ferro.

Bernstein teve de recorrer ao mesmo expediente para sobreviver na era McCarthy. Autoclassificado como um judeu secular de tendência esquerdista, Bernstein chegou a receber uma indicação para o Oscar por causa deste filme, o que não deixa de ser irônico. Um homem contra o sistema hollywoodiano, Bernstein escreveu roteiros para filmes que criticam duramente o imperialismo norte-americanos, entre eles o hoje clássico Limite de Segurança (Fail Safe, 1964). (Estadão Conteúdo)

Comentários