Cultura Mais Cruzeiro

Menian Miranda é atração na Biblioteca Infantil Municipal

Musicista revisita a obra do compositor, cantor e multi-instrumentista Beto Guedes no sábado (21), às 19h
Menian Miranda é atração na Biblioteca
Apresentação da musicista mineira será sábado (21), às 19h. Crédito da foto: Divulgação

Para celebrar a chegada da primavera, a musicista mineira Menian Miranda revisita a obra do compositor, cantor e multi-instrumentista Beto Guedes em show que acontece no sábado (21), às 19h, na Biblioteca Infantil Municipal. A apresentação gratuita terá participações de Ananda Jacques, Luane Tejo e Diego Guerreiro Nunes.

Leia mais  Biblioteca Municipal sedia sarau literário e musical neste sábado

 

Dentre as canções escolhidas para o show estão faixas dos primeiros álbuns do compositor, natural de Montes Claros (MG), como as homônimas dos nomes dos discos “A página do relâmpago elétrico” (1977), “Amor de índio” (1978), “Sol de primavera” (1979), além de algumas faixas de trabalhos posteriores e grandes sucessos: “Balada dos quatrocentos golpes, “Alma de borracha” e “Quando te vi”, versão de Ronaldo Bastos para “Till there was you”, de Meredith Wilson.

A escolha do repertório, segundo Menian, é baseada na temática de celebração à natureza e amor à liberdade, presentes nas letras de Ronaldo Bastos e nos arranjos enérgicos e, por hora, melancólicos, mas sempre vibrantes de Beto Guedes. “Escolhi trabalhar com o repertório do Beto porque ele, assim como seus conterrâneos, é expoente de uma geração de muita musicalidade, e que me marcou profundamente, como um divisor de águas na maneira de conceber e entender, sentir a música. E criar. Passei a incorporar muitas coisas do Milton Nascimento em meu repertório, e muitas do Beto também, e a partir disso veio uma vontade de estudar, de ser como eles”, afirma.

Menian diz considerar Beto Guedes um músico apaixonado e a primavera é o momento perfeito para se abrir para o amor e os prazeres mais sutis da vida. “Hoje, cantar Beto Guedes é, para mim, celebrar a vida e reviver este grande compositor”, conclui. (Da Redação)

Comentários