Cultura

Marcus Toscano realiza concerto no Instituto Histórico de Sorocaba

Apresentação será feita com violão espanhol, construído pelo luthier Marcelo Barbero em 1953
Marcus Toscano realiza concerto no Instituto Histórico
O músico sorocabano Marcus Toscano vive na Espanha há sete anos. Crédito da foto: Divulgação

Pensando em oferecer ao público uma experiência de som da mais alta qualidade, o músico sorocabano Marcus Toscano, radicado na Espanha há sete anos, está de volta ao município para apresentar um concerto com um violão espanhol raro, considerado relíquia por ser um objeto histórico com tamanha precisão acústica. Para melhor apreciação, Toscano disse que iniciará sem concerto com músicas mais calmas, para que as pessoas possam “saborear” a melodia do instrumento. A apresentação será neste sábado (15), às 20h, na sede do Instituto Histórico, Geográfico e Genealógico de Sorocaba (IHGGS).

Marcus Toscano afirma que o violão que trouxe para o concerto foi feito pelo mítico luthier Marcelo Barbero. “Esse foi o violão flamenco mais importante do século”, afirma. Datado de 1953, até hoje a qualidade de som é extraordinária, afirma Marcus.

Leia mais  Cláudia Vitale expõe no IHGGS

 

O famoso luthier nasceu em Madri em 1904 e faleceu precocemente, em 1956. Foi aprendiz da famosa Casa Ramirez entre os anos 20 e 30, seguiu nos anos 40 trabalhando para a viúva de Santos Hernandez — considerado naquele momento o maior luthier da Espanha –, que lhe incumbiu a tarefa de terminar os instrumentos do mestre. Após esse período de grande labor, no qual Marcelo evoluiu suas técnicas, ele voltou a trabalhar de forma autônoma no início dos anos 50. Os instrumentos que fez representam o máximo de qualidade em sua carreira e são considerados como joias de coleções e museus no Japão e Estados Unidos.

Marcus afirma que a fama do luthier Marcelo Barbero se espalhou quando Sabicas, o maior violonista flamenco da Espanha, gravou um disco chamado “Flamenco puro”, com um violão feito por Barbero em 1951. “Esse disco é sublime. Foi considerada a melhor gravação de flamenco do século.”

O músico sorocabano conta que ao se mudar para Barcelona, na Espanha, em 2013, onde fez mestrado na Escola Superior de Música da Catalunha, se aprofundou mais no universo da música espanhola. “Fiquei encantado e adaptei minha técnica de clássico ao violão flamenco”, afirma.

Leia mais  IHGGS homenageia 12 mulheres com a medalha Ana Terra

 

Marcus Toscano realiza concerto no Instituto Histórico
O violão que será usado por Toscano é um instrumento com grande precisão acústica. Crédito da foto: Divulgação

Em 2015, ele se mudou para Granada, onde se ambientou bem. Conforme Marcus, em Granada existem mais de 60 luthiers de violão. “Eles têm uma cultura muito forte do flamenco. É a cidade que tem mais pessoas construindo violão no mundo, tudo feito à mão.”

Sem saber, na cidade dos guitarristas flamencos, havia uma demanda por clássico, especialidade de Marcus. Ele conta que toca cinco vezes por semana no Palácio de Gomérez, onde já fez mais de 200 concertos. “Fica embaixo do castelo de Alhambra”, detalha.

Em Granada, Marcus pode viver de música, o que o deixa feliz. “Vivo de tocar, fazer concertos, só dou algumas aulas particulares”, afirma.

Leia mais  IHGGS promoverá bate-papo sobre Varnhagen

 

Por falar em concerto, durante a apresentação de amanhã, Marcus Toscano falará sobre questões históricas, explicando de maneira clara e objetiva aspectos pedagógicos e práticos das obras apresentadas, buscando mostrar diferentes matrizes dos ritmos e caráter das obras.

Ele traz ao público um fino repertório dos maiores autores espanhóis desde o Renascimento até o século 20. Entre as músicas que apresentará estão “Canções sem palavras” op. 16 de Mendelssohn, original para piano, arranjo de Andrés Segóvia; “Solea”, de Julian Arcas (trata-se da primeira obra editada flamenca no ano 1865); “Dança espanhola 5”, de Enrique Granados; e “Asturias e Torre Bermeja”, de Isaac Albéniz.

Os convites para a apresentação custam R$ 30 ou R$ 15 (meia-entrada) e estão à venda em www.opusproducoesmusicais.com. É preciso chegar com 30 minutos de antecedência. O IHGGS fica na rua Ruy Barbosa, 84, Vila Hortência. Mais informações pelo telefone (15) 99179-3465. (Daniela Jacinto)

Comentários