Cultura

Khalil estreia com ‘De cara pro vento’

Khalil estreia com ‘De cara pro vento’
Khalil lança hoje seu primeiro álbum nas principais plataformas digitais. Crédito da foto: Divulgação

O jovem sorocabano Khalil Magno Menegolo lança CD de estreia, “De cara pro vento”, pela Maianga Discos e distribuição pela Dubas, com produção musical e arranjos de Alê Siqueira. Descoberto por Sergio Guerra na internet, o músico gravou em Lisboa, a convite do fotógrafo radicado em Portugal. O resultado do trabalho pode ser conferido pelo https://orcd.co/khalildecaraprovento

Com melodias autorais, maturidade confessional em suas letras “De cara pro vento” apresenta Khalil com treze faixas autorais, compostas a partir do seu encontro com o violão, que aconteceu quando o músico estava com apenas 13 anos de idade, em Belém do Pará. O paulista que encontrou sua voz e sua fonte de inspiração no norte do País e tem sua ancestralidade nordestina, foi surpreendido em 2019, já aos 24 anos, com o convite do fotógrafo e produtor brasileiro radicado em Portugal, Sergio Guerra, para ir a Lisboa gravar suas músicas, fazer um CD pelo seu selo Maianga Discos, com distribuição pela Dubas. Khalil

Leia mais  Primeira versão do ‘Sítio’ estreia no Viva

O que chamou a atenção de Guerra para a musicalidade do cantor e compositor foi a canção “Quem é Deus”, que o músico havia colocado na internet. Khalil chegou a Lisboa com um violão simples, pouca bagagem e gravou , por três dias na sala de Sergio Guerra, o seu álbum de estreia produzido por Alê Siqueira.

“Em um momento sociopolítico tão adverso, no qual sobressaem a violência, incompreensão e desapreço à cultura, fui surpreendido por alguém noutro continente, sensível à minha mensagem e disposto a me ajudar. Poder fazer coisas como o que Guerra fez por mim é um desejo que me motiva a trabalhar, pois acredito que o que há de mais valioso em ter sucesso é a possibilidade de plantar boas sementes em maior escala, quero ser terreno fértil. Eternamente grato ao amigo Sérgio Guerra.”, reflete Khalil. (Da Redação)

Comentários