Cultura

Ilha da fantasia é a primeira estreia nos cinemas

Filme de terror é adaptação de série televisiva dos anos 70 e é a novidade nas telonas da cidade
Ilha da fantasia é a primeira estreia nos cinemas
Visitantes de ilha paradisíaca devem passar por vários testes e jogos psicológicos. Crédito da foto: Divulgação

Adaptação de uma série televisiva dos anos 1970, o longa-metragem “A ilha da fantasia” é a primeira novidade nas telonas após a reabertura das salas de cinema em Sorocaba.

O filme de terror, com estreia inicialmente prevista para fevereiro, mas que foi adiada por causa da pandemia do novo coronavírus, tem direção de Jeff Wadlow, que já flertou com o gênero em seu longa anterior, “Verdade ou Desafio”, de 2018.

Tal qual a série clássica, “A ilha da fantasia” acompanha alguns visitantes que estão em uma ilha-resort no meio do Oceano Pacífico que oferece aos seus viajantes a possibilidade de realizar seus sonhos e viver aventuras que parecem impossíveis em qualquer outro lugar. Mas para terem os prazeres que almejam, como avisa o anfitrião da ilha, Sr. Roarke (Michael Pena), eles precisam passar por testes de caráter e desafios psicológicos. Assim, realizar seus desejos pode não acontecer da maneira esperada. Dentre os vários “convidados sortudos”, entre eles Lucy Hale (de “Pretty Little Liars”), Maggie Q (“Nikita”), Portia Doubleday (“Mr. Robot”), Michael Rooker (“Guardiões da Galáxia”).

A lista de filmes em exibição nas telonas conta, ainda, com a animação “Scooby! O filme”, já lançado durante a pandemia em plataformas digitais, e duas animações que figuram nas listas de grandes sucessos de bilheteria “Divertidamente” e “Minions” nos últimos anos.

“Scooby! O Filme”, conta a origem dos famosos personagens da série animada da Hanna Barbera. Elogiado pela crítica, “Divertidamente” se destaca pela capacidade de discutir as mudanças de sentimentos e depressão de forma lúdica e com leveza. Já “Minions”, um spin-off de “Meu malvado favorito” acompanha as aventuras das hilárias criaturas amarelas que se tornaram um ícone pop da última década. (Felipe Shikama)

Comentários