Cultura

Diálogo na área cultural é tema de encontro

Secretaria da Cultura e Sated tratam sobre a importância do assunto para a melhoria do setor
Diálogo na área cultural é tema de encontro
Secretário da Cultura, Luiz Antônio Zamuner, e Marcos Felipe Sanson. Crédito da foto: Divulgação / Secom Sorocaba

Diálogo – A Secretaria da Cultura (Secult), representada pelo secretário Luiz Antônio Zamuner (foto), recebeu, na tarde de terça-feira (2), a visita do ator, diretor e delegado do Sindicato dos Artistas e Técnicos de Espetáculos e Diversões do Estado de São Paulo (Sated), Marcos Felipe Sanson, no Chalé Francês. O principal assunto do encontro foi a importância do diálogo na área cultural. Para o secretário municipal, foi muito oportuna essa aproximação junto ao Sated, uma instituição tão importante para os artistas da cidade. Na ocasião, Sanson agradeceu Zamuner por saber que a Secretaria da Cultura está sempre aberta ao diálogo com o Sated, principalmente em Sorocaba, onde a diversidade cultural é tão grande, atendendo a classe artística, principalmente diante da pandemia que instabilizou financeiramente o setor. Na reunião, também foram tratados assuntos, como a inserção de novas leis no edital do Teatro Municipal “Teotônio Vilela” (TMTV) e a Lei Aldir Blanc, que rendeu elogios à secretaria, já que Sorocaba foi um dos únicos municípios a conseguir aplicar o auxílio na prática.

Leia mais  Macaulay e Brenda anunciam o 1º filho

Livo em live – O professor e escritor Michel Facury lança amanhã (6), em live pelo Facebook, o livro “Amargo, Azedo, Ardido, mas, se quiser, Agridoce…” em que registra memórias de juventude (passada em Tatuí — “cidade da música”) em meio a reflexões sobre temas da contemporaneidade. Michel é autor de outras obras como “Objetos Instantâneos — breve ensaio para uma Geografia de instantes”, lançado em 2003, trabalho que possibilitou ao autor abordar sociológica e geograficamente temas da época em abordagem que a Associação dos Geógrafos Brasileiros chancelou; ao mesmo tempo em que explorou eventos extraordinários não contemplados pela ciência oficial. A obra teve ainda o apoio do Instituto Histórico, Geográfico e Genealógico de Sorocaba. Posteriormente, publicou dois livros sobre Geografia física (“Princípios de Geografia Física”) para leigos, pela Editora Crearte. Nestes, Michel traz ao público leitor noções elementares sobre o estudo da Terra, como clima, geologia, vegetação e muito mais, em linguagem simples e acessível, algo não tão fácil de ser encontrado nas livrarias, tratando-se da Ciência de Geografia física. Agora, com a presente obra, que poderá ser “amarga, azeda, ardida ou agridoce” aos leitores, o autor viaja livremente por memórias e reflexões, com links abertos aos tempos em que vivemos, inclusive com ambiência na realidade recém-instalada pela pandemia do Covid-19, que vem redesenhando os contornos das atividades humanas em amplos setores. Michel é formado é formado em Geografia pela Universidade de Sorocaba. Também estudioso de Ufologia, Michel escreveu vários artigos sobre o assunto para o Cruzeiro do Sul nos anos 90. O lançamento do novo livro de Facury poderá ser acompanhada pelo https://www.facebook.com/donisete.oliveira.92/

Leia mais  Morre aos 84 crítico literário Alfredo Bosi

Belas Artes – A partir do fechamento, amanhã (6), 6, imposto pela fase vermelha do Plano SP contra a Covid-19, o cine Petra Belas Artes só deverá reabrir quando boa parte da população da cidade estiver vacinada. “Situação difícil”, escreveu André Sturm, presidente do Belas Artes Grupo, em sua página no Facebook. “Tomamos a decisão de não reabrir o Belas enquanto parte importante da população não estiver vacinada. O abre e fecha tem sido catastrófico.” Sturm pretende reforçar o cardápio on-line do projeto Petra Belas Artes Digital já a partir da próxima semana. Segundo ele, o objetivo é incentivar atividades como debates e palestras, além de exibição de filmes clássicos.

Comentários