Buscar no Cruzeiro

Buscar

Acervo

Dança contemporânea é atração no Sesc de Sorocaba

25 de Maio de 2019

Dança contemporânea é atração no Sesc A bailarina e coreógrafa Jussara Miller concebeu o espetáculo a partir de ser primeiro livro. Crédito da foto: Divulgação

Reflexões sobre as possibilidades de movimentos do corpo e o sedentarismo, em função do advento da tecnologia, são levadas ao palco no solo de dança contemporânea “Corpo sentado”, que a bailarina e coreógrafa Jussara Miller apresenta neste sábado (25), às 20h, no teatro do Sesc Sorocaba.

Com direção do ítalo-argentino Norberto Presta, o solo de cerca de 50 minutos de duração foi concebido por Jussara em 2005, baseado em seu primeiro livro “A escuta do corpo”. Resultado da dissertação de mestrado em dança pela Unicamp, a obra foi escrita em meio a um conflito de “falar sobre dança escrevendo”, conta.

Jussara destaca que com o advento da tecnologia, o fluxo de informações e tarefas cotidianas aumentou exponencialmente, enquanto o movimento dos corpos não acompanhou o mesmo ritmo. “O corpo fica quase descolado. Existe uma exigência de movimentos para as nossas demandas, mas quase tudo a gente pode resolver com o não movimento, sentado na frente de alguma tela”, diz.

Por essa razão, dez anos depois, em 2015, a artista decidiu revisitar o espetáculo criado a partir do livro, abordando questões sobre o corpo sedentário imposto pela sociedade atual, por meio do não movimento provocado por meios tecnológicos como telefones celulares, computadores e televisores. “Com o ‘boom’ da tecnologia, essa temática [do sedentarismo] ficou mais evidente”, afirma.

O espetáculo é definido por Jussara como um “diálogo entre dança e fotografia”, já que as coreografias foram criadas a partir da relação com imagens feitas pelo fotógrafo Christian Laszlo -- antigo parceiro artístico de Jussara -- que são projetadas em duas telas de grandes dimensões colocadas no espaço cênico. “O tempo inteiro minha movimentação reage a essas projeções. É um verdadeiro diálogo que casa bem esse diálogo da dança, que é movimento, com a dança, que é algo estático”, complementa.

[irp posts="97721" ]

 

Os ingressos para o espetáculo “Corpo sentado” custam R$ 5 para credenciados no Sesc e dependentes (credencial plena), R$ 8,50 para aposentados (pessoas com mais de 60 anos), pessoas com deficiência, estudantes e servidores da escola pública com comprovante e R$ 17 (inteira). A classificação etária é 12 anos. (Felipe Shikama)