Cultura

Dan Arruda lança nova versão de ‘Depois disso tudo’

Trabalho, feito junto com o coletivo Colmeia, foi gravado no Jardim Botânico
Single traz versos esperançosos escritos durante o isolamento social. Crédito da foto: Rômulo dos Santos / Divulgação

“Depois disso tudo cê vai ver que quase nada é tudo que cê quer”. Esses versos esperançosos, entoados com melodia marcante sob uma levada leve de violão, deram projeção nacional a Dan Arruda, cantor e compositor portofelicense radicado em Sorocaba. Lançada pelo artista no final de abril de 2020 nas redes sociais e nas principais plataformas de streaming, a canção “Depois disso tudo” tem conquistado ouvidos e corações de milhares de pessoas angustiadas com o isolamento social.

Gravada no estúdio caseiro do artista, em parceria remota com o produtor Rafael Campanini, o single ganhará uma “versão repaginada”, com uma interpretação ao vivo, acompanhada por banda, gravada em um dos mais bonitos cartões postais de Sorocaba: o Jardim Botânico Irmãos Villas-Bôas. O registro audiovisual será lançado hoje, às 11h, no canal do coletivo cultural Colmeia Arte, no Youtube.

Dan Arruda comenta que depois da recepção bastante positiva ao seu principal single de 2020, aceitou o convite da Colmeia Arte, para lançar essa versão repaginada de “Depois disso tudo”. A versão original já conta com um registro em vídeo caseiro (sentado no sofá de sua casa, Dan interpreta a canção enquanto imagens do arquivo de família são projetadas sobre o seu corpo), mas ganhou uma nova versão, com arranjos encorpados de metais e uma energia que a torna ainda mais potente.

Leia mais  Ananda Jacques lança vídeoclipe do single “Amor de cafeína”

“[A repercussão da canção] foi super legal quando eu lancei. Soltei de maneira despretensiosa e a galera realmente a abraçou. Acho que isso aconteceu porque foi num momento em que todo mundo estava sentindo a mesma coisa, pensando nas coisas simples que fazia e não pode fazer mais”, comenta Dan ao Mais Cruzeiro.

Somente no aplicativo de vídeo IGTV, a canção foi curtida por mais de 30 mil pessoas e já soma mais de 60 mil audições no Spotfy. “Tem muita gente buscando essa mensagem esperançosa e de acalento”, complementa Dan. Nesta nova versão, Dan terá participação dos músicos Marina Dias (bateria), Ludmila Maroli (baixo), Tom Domingues (guitarra), Dja (trombone) e Junior Soneca (trompete). A capacitação e edição de áudio são assinadas por Maurício Gecko e a equipe Colmeia Arte na direção e produção do vídeo.

Leia mais  Fundador da Embraer faz 90 anos e empresa lança curta-metragem

A ideia de revisitar a música, com novos arranjos e tendo o Jardim Botânico como cenário foi proposta pelo Colmeia Arte, coletivo que surgiu em outubro de 2019 com o objetivo de valorizar, disseminar e alavancar os trabalhos artísticos locais.

A gravação no local ocorreu em dezembro de 2020, com anuência da Prefeitura de Sorocaba, por meio da Secretaria de Meio Ambiente (Sema) e também resultou em uma espécie de show surpresa aos seus visitantes. Idealizada pelos produtores audiovisuais, Gustavo Maciel e Rômulo dos Santos, a Colmeia Arte, segundo eles, surgiu com intuito de facilitar a criação de conteúdos autorais. O canal do coletivo no Youtube já soma 31 vídeos e mais de 95 mil visualizações.

Mais duas canções, também gravadas ao vivo no Jardim Botânico, serão disponibilizadas nos próximos meses. “Água de chuva no mar”, sucesso na voz de Beth Carvalho, em uma versão com pegada pop, e “Anunciação”, clássico de Alceu Valença, que Dan costuma tocar em seus shows.

Cantor, compositor e guitarrista, Dan Arruda, tem 35 anos e começou a tocar guitarra aos 13 anos. Ao longo de sua carreira artística, fez parte de várias bandas de rock e também integrou bandas de baile, onde aprendeu repertório mais abrangente.

Leia mais  Estreia de comédia nacional é destaque nas telas da cidade

Seu primeiro trabalho autoral foi lançado em 2019, com o EP “Dan Arruda”, disponível nas plataformas de streaming, que traz como carro-chefe a graciosa faixa/videoclipe “Seu bem”, dedicada à filha Georgia, primeira filha do cantor, nascida em dezembro de 2017.

A canção é uma emocionante homenagem à chamada “paternidade ativa” que, como nos versos da canção de “Depois disso tudo”, constata que, após o nascimento de um filho, quase nada é mais que o suficiente. (Felipe Shikama)

Comentários