Cultura

Crítica especializada se rende a ‘Barren…’

Crítica especializada se rende a ‘Barren...’
Em plena pandemia, Warshipper vive o seu melhor momento. Crédito da foto: Divulgação

A banda sorocabana de metal extremo Warshipper teve seu álbum “Barren…”, lançado em agosto do ano passado, eleito entre os melhores do ano pela crítica especializada do gênero. Na mais significativa delas, foi colocada nas listas de cinco redatores da revista Road Crew, talvez a principal do País na música pesada. Já na votação dos leitores da revista, “Barren…” aparece em três categorias nacionais: melhor vocalista, melhor baterista e melhor baixista.

“Barren…” também ocupou duas vezes o primeiro lugar no Top 10 Álbuns de 2020 segundo Marcos Garcia, dos sites Metal Temple e Metal Mind Reflections; e depois na lista Melhores Discos de Heavy Metal de 2020 elaborada por Mi Du do programa Crazy PinUp, da Dark Radio. O álbum também aparece em segundo lugar no Top 10 Álbuns do Metal Brazuca de 2020, de Cristiano Ruiz, dos sites Metal BR e Mundo Metal; e em terceiro lugar na lista Melhores Discos de 2020 segundo o jornalista Marcelo Moreira, do blog Combate Rock do portal UOL.

Leia mais  Paulo Gustavo segue estável e passa por pleuroscopia

De quebra, também aparece em outras listas diversas de melhores do ano, em sites como Rock Breja, Resenhando, Rebel Rock, Rock On Board, Rock Master, Arrepio Produções, Goblin TV, entre outros. Ou seja: no ano em que completa 10 anos de estrada, em meio a uma pandemia mundial e uma situação sanitária caótica no Brasil, o Warshipper vive seu melhor momento.

“O disco retrata, através de leituras distintas, a perspectiva estéril dos sujeitos diante de pré-definições de padrão de normalidade que são impostas pelas sociedades em suas mais diversas facetas. Ao nos propormos à desconstrução de tais padrões, em diversos níveis, nos depararmos com essa dolorosa realidade: uma visão inóspita quanto à felicidade e sensação de valor. A vida é cruel, traumática, e quanto mais compreensão disso temos, mais negativa é a perspectiva”, discursa o vocalista e guitarrista Renan Roveran sobre o tema central do álbum.

Musicalmente, “Barren…” tenta evitar fórmulas e soar diversificado em relação aos dois álbuns anteriores, “Black Sun” e “Worshippers of Doom”. “Todos os álbuns possuem elementos comuns em nossas composições, mas em cada disco trazemos uma grande diversidade musical. Acho que isso define o que é o Warshipper: não temos fórmulas ou regras. De qualquer forma, “Barren…” é um disco mais complexo. E mais completo”, explica Renan. (Da Redação)

Comentários