Cultura

Carnaval terá atividades por toda a cidade de Sorocaba

Programação, com quase 70 ações gratuitas, deve percorrer os bairros com atrações variadas
Carnaval terá atividades por toda a cidade
A bateria Puro Ritmo, da Mocidade Independente de Sorocaba, tocou na apresentação da programação do Carnaval. Crédito da foto: Fernando Abreu

Além dos desfiles das escolas de samba — que acontecerão nos dias 4 e 5 de março, na avenida Engenheiro Carlos Reinaldo Mendes, no Alto da Boa Vista — a programação do Carnaval 2019 em Sorocaba, segundo a da Secretaria de Cultura (Secult), contará com quase 70 ações gratuitas voltadas a todos os públicos, que serão levadas a cerca de 40 bairros da cidade. As atividades começam a partir desta sexta-feira (15), com exibições das escolas de samba em diferentes espaços da cidade, como terminais de ônibus, parques e até feiras-livres.

Leia mais  Eleita a corte sorocabana do Carnaval 2019

 

Ás 18h, a festa acontece na Ceagesp, com presença de baterias, passistas e casais de mestre-sala e porta-bandeira. Para as apresentações das escolas nos bairros — cujo roteiro completo ainda está sendo finalizado, mas segue até 23 de fevereiro — haverá remuneração com cachê artístico para os participantes.

A programação completa do Carnaval 2019 foi apresentada pelo titular da pasta, Werinton Kermes, em evento realizado na manhã de ontem no auditório do Paço Municipal. Uma das novidades deste ano é o LGBT Folia. O evento ocorrerá em 3 de março, a partir das 18h, no Parque das Águas. A festa terá uma partida do Futebol das Princesas, com times formados por mulheres trans. Em seguida, às 21h, haverá um show com drag queens.

Neste ano, o Jardim Maylasky, localizado em frente à antiga estação ferroviária, no Centro, sediará, de 21 a 24 de fevereiro, uma série de eventos carnavalescos. Entre eles, o 1º Concurso de Fantasias de Carnaval, que ocorrerá no dia 21, das 19h às 22h, e o 2º Festival de Marchinhas de Sorocaba, agendado para o dia 23, às 19h. Esta será a primeira vez que o Jardim Maylasky receberá atividades alusivas ao Carnaval.

Segundo Kermes, trata-se de experiência de criação de um novo espaço cultural da cidade, bem como uma alternativa à praça coronel Fernando Prestes, também no Centro, a fim de não perturbar a missa na Catedral. Já o Centro de Artes e Esportes Unificados (CEU das Artes), do Parque Laranjeiras, também terá programação especial, com CEU Folia, o Carnatronic e a Matinê da Melhor Idade.

Os idosos também serão contemplados com bailes de Carnaval na Biblioteca Infantil, no próximo dia 27 de fevereiro, com show de Fátima Silveira e Banda; o Carnaval dos Reencontros para a Melhor Idade, no Sorocaba Clube, no dia 2 de março, e bailes na Vila dos Velhinhos e no Lar São Vicente de Paulo, com apresentações da cantora Lys Araújo. A criançada poderá brincar o Carnaval na matinê que ocorrerá no dia 24, na Biblioteca Infantil, das 16h às 18h30, e no Bloco Infantil Tempo de Brincar, no dia 5 de março, a partir das 15h, no Parque dos Espanhóis.

Já para quem quiser fugir da agitação do feriado e participar de algo mais tranquilo, a programação contará, ainda, com a 2ª edição do CarnaZen, no dia 5 de março, das 9h às 17h, no Parque Carlos Alberto de Souza, no Campolim, com atividades gratuitas. Já para quem gosta de rock, será realizado o Rock Folia no dia 2 de março, a partir das 15h, no Parque dos Espanhóis, com as bandas Velotrol e Queen Tributo. A programação completa pode ser vista no site www.jornalcruzeiro.com.br.

Em parceria com a Prefeitura de Votorantim — que neste ano não realizará atividades de Carnaval — Sorocaba assumirá a realização do 13º Carnaval da Inclusão, voltado a pacientes que realizam tratamento de saúde mental. A festa ocorrerá no dia 1º de março, das 15h às 17h, no Parque dos Espanhóis, na Vila Assis.

Desrespeito

Carnaval terá atividades por toda a cidade
Segundo Werinton Kermes, o desfile de escolas de samba terá caráter competitivo, mas sem premiação em dinheiro. Crédito da foto: Fernando Abreu

O secretário Werinton Kermes aproveitou a coletiva de imprensa para rebater as críticas feitas no início da semana pelo vereador Rodrigo Manga (DEM), que em uma transmissão pelo Facebook usou o termo “Carnaval, com o meu dinheiro não”. “Lamento que tenha gente tentando usar o nosso Carnaval para tentar tirar vantagem política partidária”, disse, destacando que os recursos para o Carnaval 2019 estão previstos na Lei do Orçamento Anual (LOA), que foi discutido e aprovado pela Câmara Municipal.

“Teve a oportunidade de questionar, no final de 2018, e o Carnaval não foi questionado. É um desrespeito, não só com a cultura, com o Carnaval, e com os sorocabanos que amam ver o espetáculo, como com cada uma dessas escolas que fazem trabalho com dificuldade”, disse. O orçamento para as atividades, ressaltou Kermes, gira em torno de R$ 600 mil, sendo a maior parte, aproximadamente 65%, para custeio de montagem da estrutura dos desfiles das escolas de samba.

Das onze escolas de samba inscritas no edital de chamamento para participar do desfile, nove confirmaram presença: Furiosa Real, Unidos do Cativeiro, Terceiro Centenário, Gaviões da Fiel, Estrela da Vila, 28 de Setembro, Império do Parque das Águas, Unidos do Habiteto e Mocidade. Segundo o presidente da União Sorocabana das Escolas de Samba (Uses), Edson Cesar Leite, conhecido como Edson Negracha, os desfiles terão caráter competitivo e somente sambas-enredos inéditos.

Kermes disse que a Secultur fará a contratação de jurados, mas ponderou que não haverá premiação em dinheiro. “Será simbólico, apenas com entrega de troféus. É uma competição saudável, porque e estimula a criatividade”, defendeu.

Comentários