Buscar no Cruzeiro

Buscar

Canal 1

Turner errou ao entrar e desistir do campeonato brasileiro

Flávio Ricco, com colaboração de José Carlos Nery

30 de Setembro de 2021 às 07:01
Cruzeiro do Sul [email protected].com.br
Palmeiras do craque Dudu tinha contrato com a Turner.
Palmeiras do craque Dudu tinha contrato com a Turner. (Crédito: REPRODUÇÃO INSTAGRAM)

Em comunicado distribuído ao mercado, a Turner/Grupo Warner Media informou que irá desistir dos direitos de transmissão do campeonato brasileiro a partir de 2022.

E explicou que a sua decisão foi tomada porque “a oferta de transmissão fragmentada do Campeonato Brasileiro de Futebol não permite à companhia proporcionar uma experiência integral aos seus assinantes. Com venda pulverizada para a TV aberta e outras plataformas, além de outros fatores limitantes como falta de jogos exclusivos e os blackouts, o modelo atual não é sustentável para a companhia”.

Perfeitamente justificado.

O que não foi explicado, até hoje, como maior surpresa, é o fato de um dia ter entrado e aceitado trabalhar em condições tão complicadas, como as que sempre existiram e ainda serão até o final da competição em curso.

Foi um erro de avaliação muito grave, porque a Turner em nenhum momento conseguiu o apoio total dos clubes, nem mesmo da maioria deles, que pudesse sustentar tal iniciativa. Um modelo de negócio dos mais perigosos, que nunca ninguém entendeu.

Desistir daquilo que não deveria ter entrado, pode parecer a melhor saída. Mas só que não. Isso, ao mesmo tempo, se dá tarde demais e num momento dos mais inoportunos.

Resquícios

O que chama atenção do mercado, nessa jogada de toalha da Turner, é que depois de aguentar de tantas, a sua desistência se dá dias após a sanção da Lei do Mandante. Não era melhor esperar mais um pouco?

Teve isso

A Turner fez uma aposta na construção e na impossibilidade de fechar com todos os clubes, se acertou com 7. Isso dá 42 jogos. Com a Lei do Mandante, esse número chegaria a 133, só que, em acordo, há uma limitação para 76. Ainda assim quase o dobro do que tinha. Quer dizer, roeram o osso, mas na hora do filé vão sair fora.

E outra

Entre tantos problemas, até maiores nesse caso da Turner, um deles sempre foi a inexistência de um canal destinado exclusivamente ao esporte. Ou porque os seus diretores nunca se interessaram em ter ou, talvez, porque nunca chegaram a um acordo sobre o assunto. Deu no que deu.

Chique

Isis foi como convidada ao desfile da Dior. - DIVULGAÇÃO
Isis foi como convidada ao desfile da Dior. (crédito: DIVULGAÇÃO)

De férias na Globo, sem ainda outro trabalho acertado, Isis Valverde (foto) acompanhou terça-feira, da primeira fila, o desfile da Dior na Semana de Moda de Paris. E foi como convidada especial da marca. Não é pouca coisa não. “Eu amei o brilho, o cenário do desfile, que era uma discoteca...”, conta Isis sobre o evento.

Data marcada

Por meio do “Vai Que Cola”, o Multishow fará uma homenagem ao ator Paulo Gustavo. A nona edição do programa vai estrear em uma data especial: 30 de outubro, que seria aniversário do comediante, como forma de tributo à sua obra.

Série especial

“Os Experientes”, produção da O2 Filmes para a Globo, será apresentada no Viva, a partir deste sábado, 18h45. Tudo muito em cima da terceira idade e como ela pode ser encarada como uma das melhores fases da vida. No elenco, nomes como Beatriz Segall, Selma Egrei, Joana Fomm, Juca de Oliveira, Wilson das Neves, Goulart de Andrade e Germano Mathias.

Galeria

Confira a galeria de fotos