Cultura

Bibliotecas e museus reabrem gradativamente em Sorocaba

Espaços voltarão a funcionar a partir da semana que vem
Agenda cultural sofre os impactos do coronavírus
A Biblioteca Municipal é um dos espaços culturais que serão reabertos em Sorocaba. Crédito da foto: Emidio Marques/ Arquivo JCS (22/2/2018)

Bibliotecas e museus municipais de Sorocaba serão reabertos gradativamente, a partir da semana que vem, conforme instrução normativa publicada nesta quarta-feira (30) pelo titular da Secretaria de Cultura (Secult), Thiago Baraçal. Esses espaços serão reabertos em horário reduzido, das 10h às 16h, e deverão funcionar com até 40% de sua capacidade total. Os visitantes deverão obrigatoriamente usar máscaras e respeitar o distanciamento social dentro dos locais.

O documento prevê a reabertura à população da Biblioteca Municipal Jorge Guilherme Senger, no Alto da Boa Vista, e da Biblioteca Infantil Municipal, no Centro, a partir do dia 5 de outubro (segunda-feira).

A Casa de Aluísio de Almeida, sede do Instituto Histórico, Geográfico e Genealógico de Sorocaba (IHGGS), na Vila Hortência, e o Museu da Estrada de Ferro Sorocabana (MEFS), no Jardim Maylasky, poderão retomar as atividades a partir do dia 19 de outubro, também segundo a instrução da Secult.

Leia mais  Em 24 horas, não há mortes por Covid-19 em Sorocaba

O Museu Histórico Sorocabano, que fica anexo ao Parque Zoológico Municipal Quinzinho de Barros na Vila Hortência, e a biblioteca do Centro de Artes e Esportes Unificados “Prof. Flávio Vespasiano Di Giorgi”, também conhecido como o CEU das Artes Laranjeiras, no Parque das Laranjeiras, poderão serão reabertos no dia 3 de novembro.

A instrução normativa de Baraçal, baseada no decreto municipal nº 25.890/2020, que dispõe sobre o funcionamento e protocolos sanitários para a reabertura dos espaços públicos, prevê ainda que a Casa 52, sede da Secult no Jardim Maylasky, continuará atendendo à população mediante agendamento prévio. (Felipe Shikama) 

 

 

Comentários