Cultura

Alice Ruiz ministra oficina de haikai no Sesc Sorocaba

Felipe Shikama – felipe.shikama@jornalcruzeiro.com.br

Expoente do haikai no Brasil, a poetisa Alice Ruiz virá a Sorocaba neste mês para coordenar uma oficina sobre esta poética de origem japonesa. A atividade gratuita, realizada pelo Sesc Sorocaba, ocorre entre os dias 17 e 19 de julho, sempre às 19h. As vagas são limitadas e as inscrições já podem ser feitas pelo site www.sescsp.org.br ou na central de atendimento da unidade (rua Barão de Piratininga, 555).

Segundo Alice, a proposta da oficina é familiarizar os participantes com a técnica e a prática do haikai, por meio de abordagem de aspectos teóricos, como uma breve introdução à filosofia zen, para que os participantes “despertem seu estado poético”, e práticos, como técnica e forma, o que inclui algumas noções da escrita ideogrâmica. “Digamos que a poesia está à nossa volta o tempo todo, mas nem sempre a vemos por estarmos envolvidos com outros compromissos, atividades, horários, etc. Através do zen aprendemos a estar mais presentes em todos os momentos e a percebermos o quanto somos um com a natureza. Aprendemos a ter mais silêncio interior e é exatamente aí que a poesia nos visita”, afirma Alice.

Leia mais  Morre Calligaris, o cronista da psicanálise

A escritora destaca que serão três dias de oficina, o primeiro dedicado à teoria, o segundo à prática e o terceiro à avaliação conjunta do material produzido. “Mas preservando o anonimato da produção, assim, todos terão mais de uma oportunidade de ver a teoria colocada em prática”, convida.

Alice destaca que para participar não é necessário ter conhecimento prévio de haikai ou poesia. “Uns vêm para a oficina achando que fazem haikai e descobrem que ainda não faziam. Outros, descobrem um poeta dentro de si que nem sabiam que existia. São muitas possibilidades. Mas o importante é que todos saem compreendendo melhor o processo dessa poesia tão diferente da ocidente, no mínimo se tornam melhores leitores de haikai”, assinala. Aos interessados em participar da oficina, ela oferece uma dica que já pode ser exercitada desde já: “leiam haikais, muitos, em especial dos japoneses que foram traduzidos para o português”, complementa.

Leia mais  Entreatus faz workshop nesta terça (30) e oficina nesta quarta (31) no Google Meet

Nascida em Curitiba, Alice Ruiz começou a escrever contos aos nove anos de idade e versos aos 16. Aos 26 anos, publicou pela primeira vez seus poemas em revistas e jornais culturais. Lançou seu primeiro livro aos 34 anos e hoje conta com 21 livros publicados. Também compõe letras desde os 26 anos tendo diversas canções gravadas por parceiros e intérpretes. Em 2005, lançou seu primeiro CD, “Paralelas”, em parceria com Alzira Espíndola, que conta com participações especiais de Zélia Duncan e Arnaldo Antunes. Em 2009, recebeu o Prêmio Jabuti pelo livro “Dois em um” (editora Iluminuras, 2008). Tem também poemas traduzidos e publicados em antologias nos Estados Unidos, Bélgica, México, Argentina, Espanha e Irlanda.

“Tem os que passam
e tudo se passa
com passos já passados
tem os que partem
da pedra ao vidro
deixam tudo partido
e tem, ainda bem,
os que deixam
a vaga impressão
de ter ficado”

Leia mais  Paulo Gustavo segue na UTI por Covid-19

(Fragmento do livro “Dois em um”, de Alice Ruiz)

Comentários