Agenda

Lô Borges se apresenta em live pelo Sesc

Com seus característicos voz e violão, ele relembrará músicas como “Clube da esquina n. 2”, “Paisagem da janela” e “O trem azul”
Agenda
Lô Borges apresenta nesta quarta (1º) “Paisagem da janela”, no Sesc em Casa. Crédito da foto: João Diniz / Divulgação

A série Música do #EmCasaComSesc apresenta nesta quarta-feira (1º), às 19h, no Instagram (@sescaovivo) e YouTube do Sesc São Paulo (youtube.com/sescsp) o show “Paisagem da janela”, do músico, cantor e compositor Lô Borges. Com seus característicos voz e violão, ele relembrará músicas como “Clube da esquina n. 2”, “Paisagem da janela”, “O trem azul”, “Tudo que você podia ser”, “Para Lennon e McCartney” e “Um girassol da cor dos seus cabelos”, além de canções mais recentes, como “Dois rios” e “Quem sabe isso quer dizer amor”, acompanhados de surpresas trazidas da imersão criativa do artista nos últimos anos. Membro do importante movimento artístico Clube da Esquina e parceiro de grandes nomes da música brasileira, como Milton Nascimento, Beto Guedes, Nando Reis e Fernando Brandt, Lô atravessou gerações como uma grande referência do cancioneiro nacional.

Leia mais  Live no Instagram debate Reforma Tributária nesta quinta-feira (6)

Manducas em casa – “Os manducas de fiúza em prosa e verso”, viabilizado pela Lei de Incentivo à Cultura (Linc) de Sorocaba, pode ser visto pela internet no endereço https://www.youtube.com/watch?v=ePuQ2wH1-bQ. A obra — com Zé Bocca, como contador de histórias, e Maurício Tocco, como tocador de viola — mescla contação de histórias com modas caipiras, com ênfase na oralidade, e que falam sobre a fundação de Sorocaba e o tropeirismo. “Os manduca de fiúza” têm o objetivo de resgatar a tradição caipira paulista, popularizá-la entre os jovens e trazer recordações para as pessoas da época, apresentando canções de Nho Juca, Tonico e Tinoco, Tião Carreteiro e Pardinho e Raul Torres e Florêncio, além dos causos de Cornélio Pires.

Trilha do rock – O Canal Brasil reapresenta hoje, às 17h30, a série documental “A trilha do rock no Brasil”. Idealizada por Luiz Antônio Mello e dirigida por Darcy Burger, a obra mostra a trajetória do ritmo pelo Brasil, desde o iê-iê-iê, representado pela Jovem Guarda, até a mistura sonora contemporânea, que cruza todas as regiões. A atração conta com a participação de nomes como Jorge Mautner, Roberto Frejat, Ronnie Von, Tico Santa Cruz, João Barone, Evandro Mesquita, Paulo Miklos, Dado Villa-Lobos, Eduardo Dussek e Ney Matogrosso, entre outros, além de depoimentos de jornalistas renomados, como Arthur Dapieve e Guilherme Bryan.

Comentários