Covid-19 Sorocaba e Região

Ferramenta auxilia pessoas isoladas por causa do coronavírus

“Vizinho do bem - A solidariedade perto de você” conecta quem quer ajudar e quem precisa de ajuda
Em Sorocaba, 18 pessoas se voluntariaram. Crédito da foto: Reprodução

A empresa paulistana Noknox, especializada em tecnologia para condomínios, criou emergencialmente uma plataforma para conectar pessoas que estejam dispostas a ajudar outras em situação de maior risco de exposição ao novo coronavírus. Intitulada “Vizinho do bem – A solidariedade perto de você”, a iniciativa – que acabou de ser lançada – já conta com 25 mil cadastros, de todo o Brasil. Em Sorocaba, 18 se voluntariaram.

Joaquim Venancio, CEO da Noknox, afirma que a plataforma foi criada na semana passada, via home office, pela equipe da empresa, formada por 16 pessoas. A ideia, segundo ele, é facilitar a vida dos brasileiros que precisarão manter isolamento social para se protegerem da Covid-19.

Os voluntários podem ajudar, seja comprando produtos em supermercados e farmácias, ou apenas resolvendo coisas
mais simples como levar o cachorro para passear. “Notamos com preocupação que as pessoas estavam usando um cartaz de elevador para compartilhar a ideia de ajudar um vizinho e que isso era uma ideia legal. No dia 18 de
março, no início do dia, decidimos criar a plataforma, mas ao invés de mantê-la restrita aos assinantes do serviço Noknox, abrimos gratuitamente para toda a comunidade”, afirma Joaquim.

Ele confessa que se surpreendeu com o número de interessados. “O lançamento da plataforma foi feito no final do dia e hoje já tivemos mais de 25 mil pessoas que entraram. É a força de um País conectado e preocupado em
ajudar quem mais precisa”, acredita

A repercussão foi tão grande que a empresa recebeu pedidos de outros países. “Começamos agora a versão inglês, que está parcialmente pronta. Vamos disponibilizar para o Canadá e Argentina, que foram países que pediram”, afirma.

Em São Paulo, disse Joaquim, teve um prédio inteiro onde residem 185 idosos, que pediu ajuda. Sem expor os nomes do usuários, Joaquim descreve alguns pedidos: “Tenho diabetes, preciso de álcool. Tenho duas netas e um filho e não tenho álcool e máscara”.

Outra solicitação é para alguém ir ao mercado e farmácia. “Tenho 69 anos, tenho asma e alergia”, disse o idoso. Mais
uma pessoa escreveu: “Tenho uma doença autoimune e sou do grupo de risco. Preciso de ajuda para passear com a minha cachorra.”

A plataforma ainda não recebeu nenhum pedido de Sorocaba, apenas conta com voluntários de bairros como Vila Carvalho, Jardim Josane, Vila Fiori, Jardim Santa Catarina, Vila Progresso, Santa Rosália, Vergueiro, Jardim Magnólia, entre outros.

De acordo com Joaquim, Sorocaba é uma cidade que já usa Noknox em alguns condomínios. Conforme ele, o período de bloqueio ainda está começando. “A expectativa é ficar pelo menos três ou quatro semanas nessa situação, então a plataforma será mais útil a cada dia que avançamos. Sairemos dessa mais fortes, todos, sem dúvida”, comenta

Comentários