Covid-19

Estado recua e Itapetininga não terá nova penitenciária

Estado recua e Itapetininga não terá nova penitenciária
Itapetininga abriga duas penitenciárias e um centro de ressocialização. Crédito da foto: Arquivo JCS

O vice-governador de São Paulo, Rodrigo Garcia (DEM), que também responde pela Secretaria de Governo paulista, informou ontem (18) à prefeita de Itapetininga, Simone Marquetto (MDB), que o Estado não mais construirá um novo complexo penitenciário na cidade, como havia sido anunciado.

Ontem (18), conforme noticiou o Cruzeiro do Sul, a notícia da nova unidade prisional em Itapetininga causou “perplexidade” e “preocupação” . A prefeita repudiou a intenção e afirmou que o município não havia sequer sido consultado. Houve reação também do Poder Legislativo local, enquanto que a Secretaria de Administração Penitenciária do Estado de São Paulo (SAP) confirmava a intenção de construir o novo presídio. O repúdio foi pelo fato de Itapetininga já abrigar duas unidades prisionais.

Após o anúncio do governo do Estado, Simone Marquetto enviou uma nota de repúdio pedindo o cancelamento do projeto. O pedido foi acatado por Rodrigo Garcia. A própria prefeita fez o anúncio durante uma transmissão ao vivo em suas redes sociais, na tarde de ontem.

Leia mais  Estados querem comprar vacina direto com laboratórios

Conforme Simone Marquetto, Rodrigo Garcia disse, em reunião na manhã de ontem (18), que já havia entrado em contato com o secretário de Administração Penitenciária, o Coronel Nivaldo. “Ele [Rodrigo Garcia] já se posicionou para me esclarecer que havia essa intenção de trazer esse complexo. A partir deste momento, ele diz que não há um fundamento para trazer a penitenciária para Itapetininga. Então o vice-governador está cancelando esse projeto”, disse a prefeita na transmissão.

 

Comentários