Canal 1 Mais Cruzeiro

TVs caem na real e jogam duro no campo dos direitos esportivos

Confira também na coluna de Flávio Ricco: destaque de "Segundo Sol", a Rosa de Letícia Colin não para de crescer na novela.

Flávio Ricco, com colaboração de José Carlos Nery

O panorama é completamente outro, nada que remeta a um passado não tão distante, no campo dos direitos esportivos. Basta observar o desenrolar dos acontecimentos. Data hoje, pelo menos, não apareceu nenhum interessado, em se tratando de televisão brasileira, em transmitir o campeonato francês. Mesmo com o título mundial recentemente levantado na Rússia e as suas tantas estrelas. Assim como ninguém se apresentou para comprar o italiano, embora passe a ter, a partir desta temporada, Cristiano Ronaldo como a sua principal atração.

Foi-se o tempo em que os detentores de direitos ou intermediários pediam o que bem entendiam e as emissoras embarcavam, sem medir as consequências. Queda de braço instalada. Placar de zero a zero. Resta saber qual lado será o primeiro a roer esta corda.

Crédito da foto: Paulo Belote/Globo

Troca de time

Destaque de “Segundo Sol”, a Rosa de Letícia Colin não para de crescer na novela. Nos próximos capítulos ela ficará cada vez mais dividida entre o bem e o mal. Após a aliança com Remy (Vladimir Brichta), terá fortes embates com Karola (Deborah Secco) e Laureta (Adriana Esteves). Mas o seu lado bandida acabará prevalecendo com o objetivo de usufruir da boa vida que Karola pode proporcionar.

Nem aí

Os detentores ou intermediários dos direitos esportivos, no outro mundo que vivem, insistem em ignorar que o nosso país vive a pior recessão da sua história. Sempre partiram do princípio que a Globo, por exemplo, jamais abriria mão de algum direito e que outra TV qualquer não viesse a se interessar e abraçar.

Olha o que deu

A Liga dos Campeões é o exemplo mais descarado. A Globo jogou duro, saiu fora e, tudo indica, não haverá transmissão na TV aberta. Tem o fato de ser disputada às terças e quartas, à tarde. Vamos combinar que apesar do prestígio do torneio o horário não ajuda.

Não bastasse

A própria UEFA também tem por norma competir com seus clientes e vender patrocínios, que obrigam os compradores dos direitos a veicular as suas campanhas. No caso da temporada 18/19, serão dois: Heineken e Santander, sendo que este último entrou este ano. E será que entrou desconhecendo que não estaria na grade da Globo ou de ninguém por aqui?

Outro exemplo

“Libertadores” e “Sul-Americana”, ainda no mesmo campo, apresentam situações bem parecidas. A IMG e a Perform ofereceram juntas 1,35 bilhão de dólares pelos direitos da América Latina. Três vezes mais que o período anterior. Como encarar isso?

Resumo da ópera

Mesmo com tantos, até inegáveis atrativos, o que se vê é que ninguém mais está disposto a rasgar dinheiro. A base de assinantes não crescerá enquanto o país não sair da recessão. Tão pouco o bolo publicitário.

Ação isolada

Na semana passada, Patrícia Abravanel usou um dos estúdios do SBT e reuniu 50 fãs das suas redes sociais para um bate-papo. Quase um talk-show. As pessoas perguntavam e ela respondia. Mas foi uma iniciativa única. Não vai nascer daí a ideia de nenhum novo programa.

Paisagem

William Waack passou algumas horas da tarde de terça-feira circulando na Band, na companhia do diretor José Emílio Ambrósio e de uma terceira pessoa. Momentos de apresentações e troca de sorrisos. O acordo com a BandNews, pelo jeitão, está bem próximo.

Cabelo em pé

O grande suspense no SBT atende pelo nome de Disney. Se irá continuar ou desistir de ocupar os espaços que tem na casa. O contrato vence no dia 31 e até agora ninguém tem notícia de nada.

Reviravolta no caso

Se até a semana passada, alguns setores da Band trabalhavam com a possibilidade de “O Aprendiz” só entrar na grade de 2019, nesses últimos dias passou-se a trabalhar com a possibilidade de ser neste ano ainda. A capacidade comercial do programa e o que ele já tem conquistado modificaram todo o panorama.

Cinema

“Crô em Família”, produzido pela Total Filmes e Globo Filmes, chega aos cinemas no dia 6 de setembro. Fabiana Karla, no elenco, é Jurema, uma ativa aluna emergente da escola de etiqueta e finesse de Crô (Marcelo Serrado).

Minissérie

Paulo Tiefenthaler e Giovanni Gallo são outros nomes confirmados na segunda temporada da minissérie “Ilha de Ferro”, da Globo e para o streaming.

Atletas

Entre os dias 25 de agosto, 1º e 8 de setembro, após o “Zero 1”, a Globo vai exibir o “The Contender Brasil”. O programa busca novos atletas de MMA que poderão assinar, imediatamente, um contrato com o UFC. “Contender” terá a participação de Rhoodes Lima, Kyra Gracie, Rodrigo Minotauro e Felipe Andreoli.

Comentários