Canal 1

Situação preocupante e sem perspectivas

Situação preocupante e sem perspectivas
Regina Casé e Adriana Esteves gravando últimas cenas de “Amor de Mãe”. Crédito da foto: Estevam Avellar / Divulgação

Flávio Ricco, com colaboração de José Carlos Nery

Ainda não é possível dizer quando o SBT voltará à vida normal. Com certeza, antes de fevereiro não será. Os programas que retornaram durante a pandemia, vale lembrar, terão novamente suas produções interrompidas em dezembro.

O mesmo calendário de outras ocasiões, com as férias coletivas em janeiro, está mantido, já assegurando para o período uma nova temporada de reprises.

É uma situação difícil, ainda mais se levarmos em conta que, praticamente durante todo este ano peças importantes da sua programação, como Silvio Santos, Raul Gil e Carlos Alberto de Nóbrega tiveram que se afastar e não têm ainda qualquer previsão para retomada das gravações.

A impressão, para quem está do lado de fora, é de um SBT estacionado, contra as principais concorrentes em franca atividade e já desenvolvendo planos para 2021.

Leia mais  Tira-Teima

E uma situação que também é muito diferente do passado ou até quando José Roberto Maluf ocupou a sua vice-presidência. Daí em diante…

O que temos, hoje, é um SBT acomodado, parado no tempo e há muitos anos sem investimentos na programação ou em novas contratações. Só diminuindo de tamanho.

Jornalismo

Nos últimos anos, a retrospectiva do SBT sempre esteve a cargo do “Conexão Repórter”, do Roberto Cabrini, agora na Record. Desta vez, o trabalho, já em execução, está sob os cuidados do jornalismo. Irá ao ar em 28 de dezembro, às 23h45, com apresentação de Marcelo Torres e também as presenças de Téo José e Benjamin Back na parte esportiva.

Apagar das luzes

Adriana Esteves e Regina Casé (foto) ainda têm cenas para gravar de “Amor de Mãe”. Mas os trabalhos não devem passar de segunda-feira. Pelo menos é o que o roteiro demonstra.

Leia mais  Televisão esportiva, mais dividida, vive nova realidade

Esconde-esconde

A partir da próxima semana, portanto, com o encerramento das gravações, a Globo terá um outro tipo de trabalho em relação a “Amor de Mãe”. Vai tentar evitar a divulgação antecipada dos mistérios da trama de Manuela Dias. O problema de sempre.

Ponto 1

Como em todos os outros jogos das eliminatórias em nosso País, hoje a Globo mostra Brasil e Venezuela, depois de “A Força do Querer”, direto do Morumbi. Transmissão de Cleber Machado, com comentários de Caio, Casagrande e Sálvio Spíndola.

Ponto 2

O setor de direitos da Globo, área comandada por Pedro Garcia, continua buscando um acerto com a Mediapro, para a transmissão do jogo com o Uruguai, na terça-feira. A CBF apenas acompanha a negociação.

Comentários