Canal 1

Prêmio

Prêmio
Crédito da foto: Divulgação

Flávio Ricco, com colaboração de José Carlos Nery

“Como será?”, apresentado por Sandra Annenberg nas manhãs de sábado da Globo, conquistou o prêmio “VerCiência 2019”, que valoriza a disseminação da cultura científica pela televisão, internet e outros meios. A entrega da premiação será no dia 2 de novembro, às 14h30, no auditório do Museu do Amanhã, no Rio.

A volta de antigas novelas sempre será uma necessidade

O resultado no ar e a audiência que vem conquistando atestam o acerto da Globo em realizar uma nova versão de “Éramos seis”, depois de Record, Tupi duas vezes e SBT, em 1994.

A aceitação do público se dá, naturalmente, por se tratar de um trabalho de qualidade, desde o original de Maria José Dupré, passando pelas adaptações de Ciro Bassini, Pola Civelli, Silvio de Abreu e Rubens Ewald Filho, e a atual de Ângela Chaves. E também porque, para muitos, é novidade. A sua última exibição foi há 25 anos.

Leia mais  Acaba hoje

Evidente que há a necessidade de se investir em novos trabalhos, em textos originais, mas também é importante pensar em produzir novamente algumas das muitas novelas de sucesso do passado. Já imaginou quantas podem ser incluídas nesta lista? De barato, é possível citar algumas como “Roque santeiro”, “Rainha da sucata”, “O salvador da pátria” e “Tieta”, entre tantas outras.

É preciso considerar o público novo. O cinema faz muito isso. Por que a televisão também não? Ou por que não faz mais?

Volta da Isis – Isis Valverde, depois de longo afastamento, já está totalmente envolvida com seu novo trabalho na Globo, “Amor de mãe”, substituta de “A dona do pedaço”. Neste seu retorno, ela será Betina, uma enfermeira do hospital onde Leila (Arieta Corrêa) está internada e Brenda (Clara Galinari) faz tratamento.

Trama costurada – Neste primeiro trabalho da autora Manuela Dias na faixa das 21h, a personagem da Isis vai conhecer Magno (Juliano Cazarré), marido de Leila e pai de Brenda, e os dois vão se envolver. Em meio a isso, Betina sofrerá intensa perseguição do seu ex, Vicente (Rodrigo Garcia), que não aceita a separação.

Leia mais  Primeiro capítulo

A fila anda – Em “Bom sucesso”, capítulo desta quinta-feira, Gisele (Sheron Menezzes), decepcionada com Diogo (Armando Babaioff), resolve dar uma chance para Yuri (Marcello Melo Jr), que está no Rio de Janeiro para fazer Mestrado em Economia e começa a trabalhar como garçom no bar Chapeleiro Maluco. Ela toma a iniciativa de convidá-lo para sua casa.

Furacão – Antes da viagem ao México, o elenco da próxima novela das sete, “Salve-se quem puder”, tem gravado cenas dos primeiros capítulos no Rio de Janeiro como se estivesse enfrentando um furacão em Cancún. São várias sequências invadindo a madrugada e debaixo d’água, movimentando os personagens de Deborah Secco, Vitória Strada, Felipe Simas e Juliana Paiva.

Recorde da Globo – A Globo alcançou em setembro a melhor média mensal do horário nobre dos últimos dois anos em São Paulo. Desde outubro de 2017, não registrava 29 pontos e 45% de participação na faixa das 18h às 24h de segunda a sexta. O resultado pode ser explicado pelo bom resultado das novelas, desde o “Vale a Pena Ver de Novo” até “A dona do pedaço”.

Leia mais  Em todas

Números – “Por amor”, com 19 pontos, alcançou a maior média mensal do “Vale a pena” desde o último mês de “Senhora do destino”, exibida em novembro de 2017. “Malhação: toda forma de amar” igualou sua melhor média mensal, também com 19, pelo terceiro mês consecutivo. Na reta final, “Órfãos da terra”, com 23 pontos, teve o melhor resultado mensal de uma novela das seis desde março de 2018. “Bom sucesso” fechou com 29 e “A dona do pedaço”, 38, igualou a maior média da novela das 21h desde maio de 2018.

Comentários

CLASSICRUZEIRO