Canal 1

O título ‘Show do Esporte’, na Band, merece maior respeito

O título “Show do Esporte”, na Band, merece maior respeito
Glenda Kozlowski e Elia Junior, apresentadores do “Show do Esporte”. Crédito da foto: Divulgação

Flávio Ricco, com colaboração de José Carlos Nery

Voltar a investir no esporte, assim como faz no jornalismo, no caso da Band sempre será uma alternativa das mais interessantes.

E isso, na medida do possível vem acontecendo com as transmissões dos campeonatos alemão, italiano, russo, sub e feminino, além da NBA e outras perspectivas em vista.

É uma forma de atender uma parcela de público bem importante e também se colocar como opção ao que Globo, Record e SBT oferecem em suas programações.

Mas se algo ainda merece ser avaliado é a existência do “Show do Esporte”, ou a tentativa de fazer renascer um dos seus maiores sucessos, algo absolutamente incompatível para os dias atuais.

O momento e os valores são outros, a começar pela concorrência dos tantos canais esportivos hoje colocados à disposição. “Show do Esporte”, como título ou marca, deve ser destacado por aquilo que significou. Colocado numa galeria, mas não ser lembrado ou ser desgastado desta triste forma.

Em relação ao que existiu no passado, hoje é só uma caricatura. Não merecia.

Leia mais  Novelas inéditas no streaming ainda não são uma realidade

Uma década

O “Cidade Alerta”, em 2021, completará dez anos de exibição na Record, desde a sua reestreia em 2011, com José Luiz Datena antes e Marcelo Rezende depois. Nesta nova fase, começou como jornal local e depois ganhou a rede. Desde 2017 é apresentado por Luiz Bacci.

Uma mudança

Há dois anos, o “Cidade Alerta” mudou um pouco de foco e se especializou também em investigar pessoas desaparecidas. E com resultados ainda melhores. Por exemplo, o seu pico de audiência, histórico, 20 pontos, foi em 2018, na cobertura do caso da menina Vitória. Uma década de vice-liderança.

Especial

A Globo ainda não anuncia, mas já tem programada a exibição de um especial de “A Grande Família”, no dia 6 de dezembro, um domingo, depois do “Esporte Espetacular”. Na véspera, sábado, o mesmo programa será levado ao ar no Viva.

Acelerada

As gravações de “Gênesis”, para agilizar os trabalhos, estão acontecendo em três frentes, entre estúdios e externas. Muita coisa sendo feita à noite. Estreia programada para janeiro.

Leia mais  Renovou

Planos

Assim como “Gênesis”, em janeiro a Record também terá a estreia de Geraldo Luís, programa semanal, às quartas-feiras. Os trabalhos da sua produção devem começar já a partir deste mês.

Comentários