Canal 1

Musical

Musical
Crédito da foto: Divulgação

Flávio Ricco, com colaboração de José Carlos Nery

Dirigido por Ulysses Cruz, o musical “Isso que é amor” estreia nesta sexta-feira no Teatro das Artes, em São Paulo, e é baseado em 25 músicas de Luan Santana. A montagem também visitará Curitiba, Brasília, Porto Alegre, Belo Horizonte, Fortaleza e Rio de Janeiro.

No destaque, os protagonistas Daniel Haidar e Isabel Barros.

Uso do VAR deixou o futebol ainda mais maluco e bagunçado

Há toda uma discussão em torno do uso do VAR, Video Assistant Referee, aqui simplesmente chamado de “árbitro de vídeo”.

O que poderia, ou logicamente indicaria, ser unanimidade, porque estabeleceria a tão reclamada “justiça no futebol” e deixaria de colocar só no apito do juiz as mais importantes decisões em campo, acabara por aumentar o tamanho da desordem. O resultado até aqui é dos mais trágicos.

De acordo com o Presidente da Comissão Nacional de Arbitragem, Leonardo Gaciba, houve 98% de acerto nas decisões capitais, o que nos leva a concluir que a arbitragem nunca atravessou uma fase tão ruim. Ou, então, a quase certeza, se considerarmos as trágicas e recentes atuações de Leandro Vuaden e Anderson Daronco em jogos da Série C e sem VAR. Um pelo pênalti que assinalou e o outro pelo que não deu.

Leia mais  Programa do Porchat

Ou ainda a lambança do “juiz de vídeo”, Jean Pierre Gonçalves Lima, em Santos e Athletico PR, no último domingo. Aliás, um “especialista” em se meter ou interromper partidas e estabelecer confusões. No Palmeiras e Bahia já tinha sido assim.

Como bem destaca Arnaldo Cezar Coelho, parafraseando Chacrinha, na parte que nos toca, o “VAR veio para confundir, não explicar”.

Curioso – No passado, nos programas esportivos, comentava-se mais futebol, as principais jogadas, e muito menos erros do juiz em campo. Hoje, em ordem totalmente inversa, uma boa maioria deles fica o tempo todo discutindo as decisões do VAR. Não é maluco?

Voltando ao Arnaldo – Ainda da conversa da coluna com Arnaldo Cezar Coelho, e essa de dizer que erro de juiz pode ser fundamental no resultado de uma partida, até pode ser. Mas, segundo ele, assim como atacante perdendo gol feito e goleiro engolindo frango.

Leia mais  Rock In Rio

Liberado – Gilberto Braga passou por alguns problemas de saúde, mas superou tudo e tem trabalhado normalmente. Já escreveu o seu episódio da série “Os Expedientes” e agora trabalha na adaptação de um livro, para transformar em novela na faixa das 18 horas.

Escala – Pedro Nercessian, de volta à Record, também estará no elenco de ”Amor sem igual”, de Cristiane Fridman. Foi escolhido para o papel de Beto, um dos últimos que ainda faltava ser definido.

Bruna – Nesta quarta-feira, Bruna Lombardi grava o “Persona em foco”, do Atilio Bari, na TV Cultura. Além da carreira na televisão e no cinema, ela também deverá falar sobre a segunda temporada da série “A Vida Secreta dos Casais”, que estreia em outubro na HBO. Trabalho que divide com o marido, Carlos Alberto Ricelli e o filho, Kim.

Leia mais  Por que autor da novela ‘A dona do pedaço’ divide tanto opiniões?

Fase diferente – Alexandra Martins começou a gravar as cenas da enfermeira Leila, sua personagem em “Bom sucesso”, não mais na Mansão Prado Monteiro. Nos próximos capítulos, ela já aparecerá fora do seu ambiente de trabalho, inclusive com transformações na maneira de se vestir. Nada a ver com o seu comportado figurino de agora.

Policial – A cantora Negra Li fará uma participação especial na série policial “Os ausentes”, produção da TNT protagonizada por Maria Flor e Erom Cordeiro. O roteiro acompanha as ações de uma agência que investiga casos de pessoas desaparecidas.

Comentários

CLASSICRUZEIRO