Canal 1

Humor, na Globo, tem futuro incerto e não sabido

Humor, na Globo, tem futuro incerto e não sabido
Marcelo Adnet é um talento que vai ficar no banco de reserva. Crédito da foto: Fábio Rocha / Divulgação

Flávio Ricco, com colaboração de José Carlos Nery

As gravações dessa atual e derradeira temporada do “Zorra”, na Globo, serão concluídas agora em dezembro. E o clima de fim de festa, reinante em seu elenco e equipe, não aponta para exibição em janeiro, como em anos anteriores sempre foi uma prática.

Depois de mais de duas décadas, considerando a abreviatura no título, o programa deixará de ser exibido a partir do dia 19 ou 26 do próximo mês.

Mesmo com um outro a caminho, sobre quem ainda pouco se sabe, é de se lamentar como o espaço do humor foi reduzido a quase nada nesses últimos tempos.

E, o que é pior, sem qualquer perspectiva de que essa situação possa se alterar nos próximos tempos. Da parte da Globo, por exemplo, nada mais se fala sobre novos projetos na área. Ao contrário, a “Escolinha” também não terá novas temporadas produzidas.

Leia mais  Tira-Teima

Um vazio que se abre, com as emissoras dando-se ao luxo de deixar valores, como Diogo Vilela, Marcelo Adnet e Dani Calabresa, entre outros tantos, no “banco de reservas”.

Olha do lado

“A Praça é Nossa”, do Carlos Alberto de Nóbrega, há 33 anos é apresentada no SBT e sempre atendendo o que dela se espera em audiência. Mesmo agora, com reprises na pandemia, os seus resultados ainda são interessantes.

Cabe a discussão

Se a “Praça”, mesmo com recursos infinitamente menores que os da Globo na produção dos seus programas, consegue números dos mais interessantes, comprova-se que mercado para o humor na TV aberta existe. Basta fazer. E saber fazer.

Não mais

Não se falou mais em Paloma Tocci pelos lados do SBT. Na verdade, o nome da apresentadora circulou, quando a ideia era um formato mais de revista para o programa semanal de esportes. Porém, após a definição por um modelo de debates, como ficou o “Arena” e a opção por Benjamin Back, ela nem chegou a ser procurada.

Leia mais  SBT avança na definição de novos programas

De um lado…

O “Fantástico”, nos últimos programas, apresentou entrevistas da Xuxa e Ana Maria Braga, como sempre muito bem feitas pela Renata Ceribelli. As duas por vídeo. Aparelho que a própria produção se encarregou de instalar.

… Mas do outro

O curioso ou o que chamou atenção nas duas situações, tanto da Xuxa como da Ana Maria, é que o cuidado em realizar as entrevistas virtualmente só existiu por parte da Renata. No mais, o que se viu, inclusive em postagens nas redes sociais, foi um grande número de técnicos trabalhando nas casas das entrevistadas.

Comentários